Busca

O UNIVERSO MUSICAL
Quem Somos
Expediente
Cadastro
Publicidade
Fale Conosco
LINKS EXTERNOS
Blog
Universo Produções
Site Marcos Bin
Orkut
MySpace
Enquete
Você é a favor do ensino obrigatório de música nas escolas, como defendem alguns artistas? Acesse nosso blog e dê sua opinião!
  A coletânea definitiva do Emerson Lake and Palmer

Marc Eisenoff/
www.emersonlakepalmer.com
Emerson Lake and Palmer em um concerto no Madison Square Garden, em Nova York. O grupo foi um dos precursores e o principal nome do rock progressivo, estilo que predominou em grande parte da década de 70
É difícil explicar e às vezes entender o som que fazia o grupo Emerson Lake and Palmer em sua formação original, ao longo da década de 70. Por definição, podemos dizer que o grupo formado por Keith Emerson (teclados), Greg Lake (vocal, baixo e guitarra) e Carl Palmer (bateria) foi o precursor e o principal nome do chamado rock progressivo, com influências de jazz e música erudita e predomínio dos teclados em vez da guitarra, como era comum nas bandas do gênero. Mesmo assim, o trio fazia um som pesado, com belas vocalizações, longos temas instrumentais e muitos solos, principalmente de Emerson, ora com seu sintetizador Moog ora ao piano clássico. O músico, que já foi considerado o “Jimi Hendrix do órgão Hammond”, foi o precursor na utilização do teclado eletrônico no rock.
Um bom início para tentar “entender” o som que fez do ELP um dos grupos mais adorados em todo o mundo é ouvir – várias vezes – a primorosa coletânea Fanfare for The Common Man – The Anthology, que, lançada em 2001 no mercado internacional, só agora chega ao Brasil, via Zomba. O disco, duplo, traz 24 faixas remasterizadas a partir dos originais e vem em uma embalagem luxuosa, com um pôster que é na verdade a árvore genealógica do grupo, contando passo a passo sua formação e carreira, e um ótimo encarte, com fotos, discografia, história e curiosidades sobre o trio. Nos dois CDs estão presentes os maiores sucessos do ELP, como as baladas Lucky Man, C’est La Vie e From The Beginning e a instrumental Fanfare for The Common Man.

ELP inspira roqueira brasileira

O disco 1 abrange o período inicial do ELP, de 1970 a 72, quando o trio lançou três álbuns de carreira (Emerson Lake And Palmer, de 70; Tarkus, de 71; e Trilogy, de 72) e um ao vivo (Pictures at An Exibition, de 71). O CD começa com o tema instrumental The Barbarian – música que também abre o primeiro álbum do ELP –, uma adaptação de Allegro Barbaro, do húngaro Bartok, compositor que misturava música erudita, folclórica e bárbara. Depois, mais três canções do mesmo disco: Take A Pebble (com 12 minutos e várias mudanças de andamento), Knife Edge (destaque para o belo piano de Emerson) e a balada folk Lucky Man, maior hit do ELP. Do segundo álbum estão representadas a faixa-título (com mais de 20 minutos de duração) e Jeremy Bender; de Pictures at An Exibition está Nutrocker; e de Trilogy, The Sheriff, Living Sin e The Endless Enigma.
O disco 2 abre com outra faixa de Trilogy, From The Beginning, que inspirou a roqueira brasileira Rita Lee a compor o hit Mania de Você (a levada de violão é idêntica). Do mesmo disco vêm as faixas seguintes, a instrumental Hoedown (adaptada de Rodeo, de Aaron Copeland, mesmo autor de Fanfare for The Common Man) e Trilogy, com um belo início em que se destaca, mais uma vez, o piano de Emerson e com trechos instrumentais que geraram vinhetas comumente utilizadas em programas de TV. Do quarto álbum de estúdio do trio, Brain Salad Surgery – considerado por muitos críticos como o mais criativo do grupo – foram escolhidas Jerusalem, a balada Still... You Turn Me On (ao lado de Lucky Man, uma das músicas mais conhecidas do ELP), a faixa-título e Karn Evil 9, que, como em um obra erudita, é dividida, no disco original, em atos – 1st Impression-Part 1, 1st Impression-Part 2 (esta representada na coletânea), 2nd Impression e 3rd Impression.
O CD segue com Fanfare for The Common Man, tema instrumental que é bastante conhecido do grande público, pois é muito utilizado como vinheta de programas esportivos. A música é uma das faixas do quarto lado do LP duplo Works 1, lançado em 1977, que trazia ainda outras duas faixas de destaque: o hit C’est La Vie e a longa Pirates, com 13 minutos de duração. Completam o disco Honky Tonk Train Blues (faixa instrumental retirada de Works 2, também de 77), Love Beach (do álbum homônimo, de 1978, que marcou o fim, pelo menos temporário, do Emerson Lake and Palmer), Black Moon (do disco homônimo, lançado em 1992, no reencontro do grupo) e Affairs of The Heart (também de Black Moon). O disco é uma coletânea definitiva do Emerson Lake and Palmer e vale como uma boa introdução para quem quer conhecer o grupo, mas fica a dica, para quem quiser se aprofundar, de conhecer a obra completa do ELP, marcada pela regularidade de seus discos.


Veja mais:


  Emerson, Lake and Palmer: uma breve biografia
  Conheça os integrantes do Emerson Lake and Palmer
   Disco:  Fanfare for The Common Man – The Anthology
     Ficha técnica, faixas e compositores
 
Graça Music anuncia novidades à imprensa

Grupo Toque no Altar nos Estados Unidos

Metade do Pink Floyd em disco ao vivo de David Gilmour

Oasis mantém o (bom) padrão com Dig Out Your Soul
 
Confira outras matérias
desta seção
 

 

       

 
 
Copyright 2002-2008 | Universo Musical.
É proibida a reprodução deste conteúdo sem autorização escrita ou citação da fonte.
 
Efrata Music Editora Marcos Goes Marcelo Nascimento Dupla Os Levitas Universo Produções