Busca

O UNIVERSO MUSICAL
Quem Somos
Expediente
Cadastro
Publicidade
Fale Conosco
LINKS EXTERNOS
Blog
Universo Produções
Site Marcos Bin
Orkut
MySpace
Enquete
Você é a favor do ensino obrigatório de música nas escolas, como defendem alguns artistas? Acesse nosso blog e dê sua opinião!
  Carnaval registrado em DVD

Divulgação/Márcia Moreira
Serjão Loroza e Pedro Luis são dois dos puxadores do Monobloco, que em janeiro de 2006 lança seu 1º DVD, gravado em outubro no Circo Voador
Por Jailson Roque
11/10/2005

Nos dias 7 e 8 de outubro, o Rio de Janeiro viveu uma prévia do que será o carnaval 2006. O Circo Voador, na Lapa, teve a honra de ser o palco da gravação do primeiro DVD de um dos melhores blocos carnavalescos da Cidade Maravilhosa, o Monobloco.

Comandado por Pedro Luis, líder da Parede, Rodrigo Maranhão, do Bangalafumenga, e Serjão Loroza, contando com vários ritmistas amadores, o grupo incendiou o corredor cultural da área boêmia carioca. Jovens de todos os cantos da cidade saíram de suas casas para participar do espetáculo, que entrou para a posteridade com a gravação de um CD e DVD ao vivo, previstos para serem lançados em janeiro, pela Som Livre.

Mesclando marchinhas antigas e sambas consagrados com a pulsante batida funk, feita em cima de marcações de sambões bem executados, o Monobloco não deixou ninguém ficar parado. O show contou com a participação fervorosa de uma platéia animada e conhecedora do trabalho do grupo.

As participações especiais de Fernanda Abreu e Lenine foram uma atração à parte. No repertório, músicas como Tropicana, de Alceu Valença; Mosca na Sopa, de Raul Seixas; e Imunização Racional (Que Beleza), de Tim Maia, que se encaixa como uma luva na voz de Loroza, um dos vocais do bloco.

O carnaval do Rio, no próximo ano, começa em janeiro, graças ao Monobloco. É realmente uma beleza.

Um pouco de história

O Monobloco foi idealizado por Pedro Luis, que imaginou revitalizar o carnaval de rua no Rio. No início, os ensaios eram no teatro Sérgio Porto, no bairro do Humaitá, e já arrastava várias pessoas para a casa. Com a grande procura do público, o grupo se transferiu para o Clube Condomínio e logo depois teve que passar a realizar ensaios abertos em casas de espetáculos maiores, como a Fundição Progresso e o Circo Voador.

No repertório existe uma miscigenação de vários estilos e batidas e estilos. O grupo canta e toca desde grandes sucessos de craques da MPB, como Tim Maia e Jorge Ben Jor, a jongos e cirandas. Tudo muito bem amarrado por arranjos contemporâneos e o a batida contagiante vinda da periferia carioca.

Em 2002, o que era apenas uma brincadeira ganhou dimensões profissionais e o Monobloco gravou seu primeiro CD por uma grande gravadora, a Universal. O disco, intitulado Monobloco 2002, trazia grandes sucessos que foram entoados durante os ensaios e desfiles do bloco.

A partir daí, a tendência foi só o crescimento de público e de trabalhos. O grupo se viu obrigado a criar o Monobloco Show, fato que deixou de restringir o bloco somente às praças cariocas e levou os festeiros para outras cidades do Brasil, onde puderam mostrar toda sua capacidade rítmica.

Um dos grandes ápices do coletivo de batuqueiros foi o encerramento do carnaval do Rio de Janeiro em 2005, quando a orla do Leblon e de Ipanema recebeu uma média de 50 mil pessoas para acompanhar o desfile do Monobloco.




Matérias relacionadas:

  Monobloco completa 5 anos de alegria e irreverência no carnaval
  O carnaval do Monobloco
 
Graça Music anuncia novidades à imprensa

Grupo Toque no Altar nos Estados Unidos

Metade do Pink Floyd em disco ao vivo de David Gilmour

Oasis mantém o (bom) padrão com Dig Out Your Soul
 
Confira outras matérias
desta seção
 

 

       

 
 
Copyright 2002-2008 | Universo Musical.
É proibida a reprodução deste conteúdo sem autorização escrita ou citação da fonte.
 
Efrata Music Editora Marcos Goes Marcelo Nascimento Dupla Os Levitas Universo Produções