Busca

O UNIVERSO MUSICAL
Quem Somos
Expediente
Cadastro
Publicidade
Fale Conosco
LINKS EXTERNOS
Blog
Universo Produções
Site Marcos Bin
Orkut
MySpace
Enquete
Você é a favor do ensino obrigatório de música nas escolas, como defendem alguns artistas? Acesse nosso blog e dê sua opinião!
  Pop-rock-romântico forever

Divulgação
Segundo o KLB, suas músicas não tocam nas rádios roqueiras por puro preconceito. “Estamos trabalhando junto com a gravadora para derrubar os estigmas”, diz Bruno
Por Marcos Paulo Bin
07/10/2005

Após lançar seis CDs e um DVD, vender mais de 3 milhões de discos e conquistar fãs por todo o Brasil, o KLB mudou. Calma, ninguém saiu da banda; a sigla continua significando Kiko, Leandro e Bruno. O “novo KLB”, expressão utilizada pelos irmãos no encarte de seu novo trabalho, Obsessão, marca a estréia do trio na gravadora Universal, depois de passar toda a carreira na Sony, atual Sony-BMG.

A mudança de gravadora, para o KLB, é encarada como um recomeço, depois de um pequeno sumiço da mídia. Segundo Bruno, caçula dos irmãos, o futuro do grupo na Sony tornou-se incerto depois que a multinacional fundiu-se com a BMG.

“Passamos um tempo afastados. A situação na Sony ficou complicada depois da fusão e vimos que não ia ‘virar' nada lá. Estamos felizes na nova casa. Nunca vimos um empenho tão grande conosco, nem no início”, conta Bruno, empolgado.

Musicalmente, as mudanças não são tão grandes. Em Obsessão, o KLB continua sendo uma boy band que faz pop-romântico com algumas doses de sertanejo. No entanto, o rock, que sempre permeou a carreira do trio – principalmente após a releitura de Olhar 43, do RPM – agora está mais evidente.

Prova disso é que a produção do CD coube ao mago Paul Ralphes, que tem no currículo trabalhos com as principais bandas de pop-rock do país (Paralamas do Sucesso, Kid Abelha, Engenheiros do Hawaii, Cidade Negra etc.). Foi o produtor inglês radicado no Brasil que trouxe ao disco seu primeiro sucesso: Um Anjo, versão para Angel, mega-hit do conterrâneo Robbie Williams. Mesmo antes do lançamento de Obsessão, a música já liderava paradas Brasil afora.

“Sempre gostamos do Robbie Williams, mas foi o Paul Ralphes que sugeriu a versão. Quando ouvimos a música, percebemos todo o potencial dela”, diz Bruno, ressaltando que o cantor inglês autorizou pessoalmente a gravação. “É a primeira vez que o Robbie Williams libera Angel. Essa é a música da vida dele.”

Axé vira balada sertaneja

A faixa mais roqueira de Obsessão é Giuliana, do compositor Juno. Bruno acredita que a música teria tudo para tocar nas rádios-rock, o que não acontece, segundo ele, por puro preconceito. Mesmo assim, o cantor garante que o trio não pensa em mudar de estilo.

“Nós fazemos pop-rock-romântico, cantamos para o povão. Não vamos mexer em time que está ganhando. Mas estamos trabalhando junto com a gravadora para derrubar os estigmas”, adianta.

Juno também é autor de outro rock, a interessante 11 de Setembro, que relaciona o atentado nos Estados Unidos ao aniversário do compositor, comemorado nessa data. Kiko, por sua vez, assina a canção mais diferente do disco, Obsessão, um r&b com participação do rapper paulistano Luo.

O restante do CD é recheado de baladas românticas, algumas com um pé na música sertaneja. Uma delas é Não Vou Chorar, sucesso do Chiclete com Banana que ganhou uma leitura bem diferente da original.

“Essa música nos foi apresentada antes de ser gravada pelo Chiclete com Banana, mas passou despercebida. A letra dela é muito bonita. Agora quisemos registrá-la com uma nova roupagem”, conta Bruno.

Seja no rock, na balada ou no sertanejo, quase tudo o que o público ouve em Obsessão foi tocado pelos três irmãos: Kiko na guitarra e no violão, Leandro na bateria e Bruno no baixo. Para o trio, o fato de o KLB ser formado por instrumentistas, e não apenas cantores, é um grande diferencial.

“Desde o CD anterior passamos a tocar em todas as faixas dos nossos discos. Queremos mostrar às pessoas que, acima de tudo, somos uma banda”, afirma o músico, convicto.

O show de lançamento de Obsessão acontece no dia 22 de outubro, no Olympia, em São Paulo. Para abril de 2006, o grupo prevê um mega-show na capital paulista, para dar início à nova turnê. E apresentar aos fãs o “novo KLB”.



Veja mais:


   Disco:  Obsessão
     Ficha técnica, faixas e compositores
 
Graça Music anuncia novidades à imprensa

Grupo Toque no Altar nos Estados Unidos

Metade do Pink Floyd em disco ao vivo de David Gilmour

Oasis mantém o (bom) padrão com Dig Out Your Soul
 
Confira outras matérias
desta seção
 

 

       

 
 
Copyright 2002-2008 | Universo Musical.
É proibida a reprodução deste conteúdo sem autorização escrita ou citação da fonte.
 
Efrata Music Editora Marcos Goes Marcelo Nascimento Dupla Os Levitas Universo Produções