Busca

O UNIVERSO MUSICAL
Quem Somos
Expediente
Cadastro
Publicidade
Fale Conosco
LINKS EXTERNOS
Blog
Universo Produções
Site Marcos Bin
Orkut
MySpace
Enquete
Você é a favor do ensino obrigatório de música nas escolas, como defendem alguns artistas? Acesse nosso blog e dê sua opinião!
  A vida e a obra de Pixinguinha em áudio e vídeo

Reprodução
O público pode conhecer mais da vida e da obra do genial Pixinguinha em dois CDs e um DVD
Por Jailson Roque
12/09/2005

O CD Pixinguinha + Benedito – Mário Sève + David Ganc (Núcleo Contemporâneo) é dedicado às parcerias de Pixinguinha e Benedito Lacerda. Em Orquestra Pixinguinha (Biscoito Fino), grandes momentos da Orquestra são eternizados. Quer mais Pixinguinha? Se a resposta for sim, realmente tem mais. Há o DVD Saravah (Biscoito Fino), do diretor francês Pierre Barouh, que pode ser considerado uma relíquia e um grandioso documento da Música Popular Brasileira.

Esses são alguns lançamentos que trazem a marca de um dos maiores instrumentistas do Brasil em gravações antológicas. Em Pixinguinha + Benedito, os músicos Mário Sève e David Ganc, craques dos sopros, cada um com seu instrumento (flauta e sax, respectivamente), revisitam o grande repertório dos mestres e neles encontram surpresas gratas como as inéditas Água Morna, de Pixinguinha, e o bom baião Acorda, Garota parceira de Pixinga com Benedito. Sève e Ganc, músicos formados em escolas, mostram que no choro o importante mesmo é o improviso.

No elaborado Orquestra Pixinguinha, o bem escolhido repertório traz obras-primas compostas por Pixinga e executadas com louvor pela orquestra. Músicas como Proezas de Solón, Ainda Me Recordo e Maxixe de Ferro são muito bem produzidas por um Henrique Cazes inspirado. O CD, além de vir em embalagem luxuosa, como todos os elaborados pela gravadora Biscoito Fino, vem com um conteúdo encantador, servindo de material de consulta para jovens músicos aprenderem e entenderem um pouco mais da obra do grande mestre.

Relíquia musical resgatada

Lançado pela Biscoito Fino, O DVD Saravah, dirigido pelo cineasta Pierre Barouh em 1969, revela grandes momentos da música brasileira, como o octogenário Pixinguinha à vontade entre amigos e familiares e o mágico encontro musical de sua flauta com o violão de Baden Powell no clássico Lamentos.

Interessado na influência cultural e religiosa da África sobre o Brasil, Pierre Barouh entrevista João da Baiana, que sapateia e toca prato e faca acompanhado pelo violão de Baden Powell. O violonista é a ponte entre a geração de Pixinguinha e João da Baiana e a dos então jovens Maria Bethânia e Paulinho da Viola, que aparecem em belos duetos.

No documentário, que já fez grande sucesso na Europa e no Japão, as imagens emocionam por possuir um olhar distinto da acolhida brasileira. O francês mostra todo o fascínio que os mestres exercem sobre quem os vê.

Baden Powell dá um show com seu violão brincando com Samba da Benção, Yaô e Samba Saravah (versão cantada em francês por Pierre Barouh de Samba da Benção). Maria Bethânia brinda o espectador com Baby e Paulinho da Viola desfila Coração Vulgar depois de um acalorado depoimento falando de sua Portela.

Até mesmo o cineasta Walter Salles Júnior dá o ar de sua graça nas filmagens, quando, em 2003, leva Pierre para dar uma volta pelo morro do Cantagalo, ou mais precisamente na casa do compositor Adão Xalebarada, onde é notória a emoção do francês.


 
Graça Music anuncia novidades à imprensa

Grupo Toque no Altar nos Estados Unidos

Metade do Pink Floyd em disco ao vivo de David Gilmour

Oasis mantém o (bom) padrão com Dig Out Your Soul
 
Confira outras matérias
desta seção
 

 

       

 
 
Copyright 2002-2008 | Universo Musical.
É proibida a reprodução deste conteúdo sem autorização escrita ou citação da fonte.
 
Efrata Music Editora Marcos Goes Marcelo Nascimento Dupla Os Levitas Universo Produções