Busca

O UNIVERSO MUSICAL
Quem Somos
Expediente
Cadastro
Publicidade
Fale Conosco
LINKS EXTERNOS
Blog
Universo Produções
Site Marcos Bin
Orkut
MySpace
Enquete
Você é a favor do ensino obrigatório de música nas escolas, como defendem alguns artistas? Acesse nosso blog e dê sua opinião!
  Não te reprimas

Marcos Paulo Bin
Os integrantes do “Menudo La Reunion” na sede da gravadora Mult Music, onde falaram à imprensa sobre o CD que estão gravando no Brasil

Por Marcos Paulo Bin
05/07/2005


Na metade dos anos 80 era assim: os meninos gostavam do RPM e de Michel Jackson. As meninas... Bem, era difícil encontrar uma adolescente que não tivesse na parede do quarto ou dentro do armário pôsteres e outros bibelôs do Menudo.

Os anos passaram, o grupo trocou várias vezes de formação e o frisson foi diminuindo até que o Menudo acabou no final dos anos 90. Ex-integrantes formaram o MDO, que durou até 2003.

Sob a onda de revival que invade o Brasil e o mundo, a boy band está de volta, sob o nome de “Menudo La Reunion”. A nova formação é uma mistura de cantores que fizeram parte do Menudo e do MDO em diferentes épocas. O mais conhecido é Roy Rosselló, integrante da formação “clássica” do Menudo ao lado de Rick (Martin), Robby (hoje Robi Draco Rosa), Ray e Charlie.

“Sou o mais antigo, não o mais velho!”, diverte-se Roy, em uma descontraída coletiva no Rio de Janeiro.

Além do porto-riquenho Roy, estão no “Menudo La Reunion” seus conterrâneos Raymond Acevedo, Ruben Gómez e Caleb Alves e o venezuelano Antony Galindo. O quinteto vai passar um bom tempo no Brasil, divulgando o retorno do grupo e gravando um novo CD, que traz releituras para dez antigos sucessos, como Não Se Reprima e Sabes a Chocolate, e apresenta quatro canções inéditas.

“As canções antigas já estão prontas, falta só gravar as novas”, adianta Raymond. O disco deve ser lançado em setembro, mesmo mês do início da turnê. O primeiro show é em São Paulo, no dia 30.

As gravações do CD acontecem em Maringá, no Paraná, nos gigantescos estúdios da Mult Music, gravadora nova que também contratou o grupo de pagode Molejo e a dupla sertaneja Charles e Juliano. A qualidade técnica dos estúdios é um dos motivos apontados pela banda para voltar à ativa justamente no Brasil. Mas é claro que não é só por isso.

“Os estúdios da Mult Music são muito grandes e bons. Além disso, temos um público com muita energia no Brasil. Gostamos de sentir essa reciprocidade”, diz Caleb.

“Temos fãs no Japão, na China, na Tailândia. Mas o Brasil realmente é a nossa primeira casa”, derrete-se Antony.

“O Brasil foi o lugar onde tivemos a maior explosão. Na época, não imaginávamos que faríamos tanto sucesso. Os brasileiros merecem que tudo aconteça de novo aqui”, reforça Ruben.

Para meninos e meninas

O  nome do disco do “Menudo La Reunion” não está definido, mas deve ser o mesmo que a banda vem usando nesse retorno. Embora a marca Menudo tenha sido vendida pelo empresário Edgard Diaz para criar o MDO, o grupo garante que a mudança de nome não se deve a questões judiciais.

“Queremos renascer as canções de antes, para atrair o público antigo, mas com a surpresa do novo. O Menudo La Reunion reúne em um só grupo todos os anos de Menudo”, define Ruben.

O quinteto faz mistério sobre as novas leituras para os antigos sucessos, em especial de Não Se Reprima, mas adianta que o som do Menudo está antenado com a música dos anos 2000.

“Somos um grupo de pop-rock e, às vezes, de hip hop, beat box, reggaeton. Trouxemos elementos novos para nossa música”, diz Antony.

“Cada um tem seu estilo, mas o grupo tem uma personalidade. A partir do próximo disco, quando tivermos mais canções inéditas, as pessoas poderão nos conhecer melhor”, acredita Raymond.

Com essa mudança sonora, o “Menudo La Reunion” espera atrair também os meninos, que os renegavam há duas décadas.

“Nos anos 80, os casais brigavam porque as meninas queriam ouvir o Menudo e o meninos não queriam. Agora queremos reverter essa situação. Estamos vindo com mais rock, com mais atitude. É preciso ter a mente aberta”, diz o experiente Roy.

“O Menudo é um grupo para todos. Não te reprimas”, encerra Antony, usando, em espanhol, o bordão que se tornou popular no Brasil nos anos 80 e que deve pegar também as novas gerações.

Feche os ouvidos porque vem muita gritaria por aí.


Veja mais:


  Grupo ignora polêmica sobre a música “Não Se Reprima”
  Conheça os integrantes do “Menudo La Reunion”

 
Graça Music anuncia novidades à imprensa

Grupo Toque no Altar nos Estados Unidos

Metade do Pink Floyd em disco ao vivo de David Gilmour

Oasis mantém o (bom) padrão com Dig Out Your Soul
 
Confira outras matérias
desta seção
 

 

       

 
 
Copyright 2002-2008 | Universo Musical.
É proibida a reprodução deste conteúdo sem autorização escrita ou citação da fonte.
 
Efrata Music Editora Marcos Goes Marcelo Nascimento Dupla Os Levitas Universo Produções