Busca

O UNIVERSO MUSICAL
Quem Somos
Expediente
Cadastro
Publicidade
Fale Conosco
LINKS EXTERNOS
Blog
Universo Produções
Site Marcos Bin
Orkut
MySpace
Enquete
Você é a favor do ensino obrigatório de música nas escolas, como defendem alguns artistas? Acesse nosso blog e dê sua opinião!
  DVD mostra o Queen em sua formação básica

Reprodução
Freddie Mercury e Brian May na música Crazy Little Thing Called Love. Antes, em Save Me, os dois se revezam ao piano

Por Marcos Paulo Bin
22/06/2005


Freddie Mercury foi o mais talentoso e carismático vocalista do rock mundial. Quem pôde assistir ao Queen no Brasil em 1981 ou 1985 certamente concorda. Para quem não teve essa oportunidade, o DVD é uma boa forma de conhecer todo o potencial vocal e a presença de palco do cantor, morto em 1991.

A Indie Records está relançando We Will Rock You, o primeiro vídeo oficial com um show completo do Queen. É o mesmo disco lançado em 1997 e que podia ser encontrado facilmente nas bancas de jornal bem no começo da mania dos DVDs, mas agora com qualidade de som e imagem bem superior – o vídeo é de alta definição e o áudio, Douby Digital 5.1 – e com muitos extras que farão a festa dos queenmaníacos.

O show foi gravado no final de 1981, em Montreal, no Canadá, diante de 30 mil pessoas. Na época, o Queen estava terminando a turnê mundial do álbum The Game, de 1980, poucos meses depois de ter passado pela América do Sul. Em plena forma, Freddie Mercury (voz, piano e violão), Brian May (vocais, piano e guitarra), John Deacon (baixo) e Roger Taylor (vocais e bateria) desfilaram seu carrossel de sucessos diante de um público frio.

Com carisma e uma performance eletrizante, o Queen foi tentando quebrar o gelo da platéia. Conseguiu quase na metade da apresentação, em Now I’m Here, quando foi aplaudido de forma entusiasmada depois de um show particular de Brian May, que sozinho criava o efeito de pelo menos duas guitarras – muitas bandas hoje usam três guitarristas e não conseguem nada parecido. Bohemian Rhapsody também empolgou os canadenses, que não conheciam Love of My Life, para decepção de Freddie Mercury.

A conquista do Canadá

Sem os problemas de som e imagem do DVD original, We Will Rock You mostra o Queen em uma apresentação memorável, embora a platéia não ajude muito. Um detalhe importante é que no palco estão apenas os quatro integrantes da banda, o que torna o disco ainda mais especial. Músicos adicionais seriam acrescentados a partir da turnê do álbum seguinte, Hot Space, de 1982, como comprovam os DVDs Queen on Fire (gravado em 82, com participação do tecladista Morgan Fisher) e Live at Wembley ’86 (com o guitarrista e tecladista Spike Edney).

O mais interessante no DVD é ver como era a atuação de Freddie Mercury até meados dos anos 80: um showman, mas também um multiinstrumentista e um líder que sabia dominar qualquer tipo de platéia. Em meio a uma explosão no palco e muitos efeitos de luz, gigantescos para a época, o cantor – usando jaqueta e camisa do Super-Homem – apresenta seu cartão de visitas numa versão rápida de We Will Rock You.

Já na terceira música, a fantástica Play the Game, Mercury tira a jaqueta e vai para o piano, onde permanece em boa parte da canção seguinte, a também ótima Somebody to Love, até sair do instrumento e ir cantar perto da platéia, deixando o resto com May. Os dois, aliás, se revezam no piano em Save Me, dando apenas um exemplo da versatilidade do Queen.

Na dobradinha Now I’m Here e Dragon Attack, onde cada músico mostra seu virtuosismo, Mercury, já sem camisa, consegue animar os gelados canadenses. Após um solo de Taylor e outro de May, ele volta ao palco tocando, ao violão, os riffs inconfundíveis de Crazy Little Thing Called Love, música totalmente inspirada em Elvis Presley. Uma deixa para a canção seguinte, a releitura de Jailhouse Rock.

Passam Bohemian Rhapsody – visivelmente a música mais esperada pelos canadenses – e Tie Your Mother Down até que, depois de mais uma pausa, Freddie retorna de boné e short, cantando o hit Another One Bites the Dust. Após We Are The Champions, os músicos se despedem ao som de God Save the Queen. Freddie Mercury aparece descalço e é aplaudido, junto com a banda, por um longo tempo. O Queen conquista o Canadá.

Depois de assistir à performance de Mercury em We Will Rock You, dá para entender porque os britânicos criticaram tanto a volta do Queen com Paul Rodgers nos vocais. É como The Doors sem Jim Morrison e Beatles sem John Lennon. Melhor ficar na memória, eternizado através dos DVDs.


Veja mais:


  Extras contam curiosidades do Queen
  Confira o repertório de We Will Rock You


Matérias relacionadas:

  Queen volta à ativa, tem discos relançados e ganha DVD


Resenhas relacionadas:

  Queen on Fire – Live at The Bowl

 
Graça Music anuncia novidades à imprensa

Grupo Toque no Altar nos Estados Unidos

Metade do Pink Floyd em disco ao vivo de David Gilmour

Oasis mantém o (bom) padrão com Dig Out Your Soul
 
Confira outras matérias
desta seção
 

 

       

 
 
Copyright 2002-2008 | Universo Musical.
É proibida a reprodução deste conteúdo sem autorização escrita ou citação da fonte.
 
Efrata Music Editora Marcos Goes Marcelo Nascimento Dupla Os Levitas Universo Produções