Busca

O UNIVERSO MUSICAL
Quem Somos
Expediente
Cadastro
Publicidade
Fale Conosco
LINKS EXTERNOS
Blog
Universo Produções
Site Marcos Bin
Orkut
MySpace
Enquete
Você é a favor do ensino obrigatório de música nas escolas, como defendem alguns artistas? Acesse nosso blog e dê sua opinião!
  Minas com Bahia

Divulgação
Artur, Júlio, Brunno e Alarcon, organizadores do Jeguefolia: edição de 2005 deve levar 10 mil pessoas às ruas de Visconde do Rio Branco, em Minas

Por Marcos Paulo Bin
07/06/2005


O compositor mineiro Chico Amaral exemplificou muito bem a identificação entre mineiros e baianos na música Minas com Bahia, grande sucesso no dueto da baiana Daniela Mercury com o mineiro Samuel Rosa, do Skank. Agora, essa relação se dá nos palcos.

Minas Gerais é hoje o estado que concentra o maior número de eventos ligados à axé music. Até os artistas baianos já adotaram a terra do pão de queijo como sua segunda casa. A Banda Cheiro de Amor, um dos nomes mais tradicionais do axé, irá gravar seu primeiro DVD em julho, no Chevrolet Hall, em Belo Horizonte.

Na mesma BH, desde 1999 é realizado o Axé Brasil, considerado o maior evento do mundo no gênero. Este ano, mais de 90 mil pessoas assistiram aos dois dias de festival. Outros dois importantes carnavais fora de época acontecem em Governador Valadares (GV Folia) e Montes Claros (CarnaMontes). Já na Zona da Mata, os destaques são o Sanatório Geral, em Ubá – considerado uns dos mais tradicionais eventos mineiros – e o JF Folia, em Juiz de Fora. Correndo por fora, vem o Jeguefolia, realizado na cidade de Visconde do Rio Branco, que chega à sua terceira edição em 2005 firmando-se cada vez mais no calendário “axezeiro” de Minas.

Organizado pelo bloco Jeguelétrico, o evento acontece nos dias 15, 16 e 17 de julho, tendo como atrações principais As Meninas, Cia. do Pagode e Banda 10, divididos em dois trios elétricos. A produção garante que o evento terá uma mega-infra-estrutura, comparável à das principais micaretas do Brasil.

“Vamos adotar o mesmo modelo do ano passado, com a concentração e o desfile do bloco pela avenida, que foi um sucesso. Vamos ainda investir mais na estrutura dos camarotes e na segurança, fatores importantes de uma grande micareta”, adianta Brunno Savino, um dos organizadores do evento.

Artur Moreira, também do comitê organizador, destaca a evolução do Jeguefolia desde a primeira edição, em 2003.

“Muita coisa mudou. Para se ter uma idéia, na primeira edição nem abadá foi usado. Também não montamos camarotes no Parque de Exposição, usamos apenas um trio elétrico. Foi meio experimental. Fomos na força do nosso bloco, o Jeguelérico, que há oitos anos desfila todos os dias no Carnaval de Visconde do Rio Branco, um dos melhores da Zona da Mata mineira”, explica Artur.

Apesar da pouca estrutura na época, o evento agradou e em 2004 transformou-se numa micareta, com camarotes, dois trios elétricos e bandas convidadas da Bahia. A maior divulgação e a ampliação do público aumentam as expectativas para 2005.

“Este ano tem tudo pra ser um grande sucesso. Estamos com o apoio total da Prefeitura e da TV Panorama, afiliada da Rede Globo em Juiz de Fora, o que sem dúvida trará uma outra imagem e repercussão ao evento”, acredita Artur.

O Jeguefolia 2005 terá em média oito horas de duração em cada uma das três noites. Na abertura, dia 15, uma sexta-feira, acontece o Baile Garota Jeguefolia, com a banda Psicose e DJ Tico, no ginásio coberto do Clube dos Bancários. No sábado e no domingo, os trios elétricos e o axé invadem a cidade e o Parque de Exposição.

Axé solidário

Como na edição anterior, o Jeguefolia terá dois espaços diferentes: a área dos abadás (corredor) e os camarotes, com banheiros, bares, praça de alimentação, ambulância com paramédico e estacionamento. A estimativa é de que 10 mil foliões circulem diariamente pelo município.

Uma das novidades desta terceira edição é a Campanha Jeguefolia Solidário, pela qual a organização espera arrecadar um quilo de alimento não-perecível de cada participante.

“Vamos aproveitar a força do evento e tentar fazer algo de bom para aqueles que estão precisando. Há tempos pensamos num engajamento social e achamos o momento certo. Esperamos que todos abracem a causa”, conclama Brunno.

Para os foliões que não perdem um trio elétrico mas ainda não conhecem o Jeguefolia, Artur Moreira faz o convite e afirma que a alegria estará garantida, não só para os mineiros.

“Não só o povo mineiro gosta de axé. É um ritmo universal, dançante, que levanta o astral e que congrega bem as pessoas. Em 2004 os cariocas vieram em grande estilo, e para este ano várias excursões já foram fechadas. Com apenas três anos de vida, o Jeguefolia já é conhecido em todo o Estado de Minas e no Sudeste. Em pouco tempo, iremos romper de vez as fronteiras da Zona da Mata. Não tenho a menor dúvida disso”, afirma Artur.

Os abadás podem ser adquiridos pelo site http://www.jeguefolia2005.com.br, onde também há outras informações sobre o evento.


Veja mais:


  Confira a programação do Jeguefolia 2005

 
Graça Music anuncia novidades à imprensa

Grupo Toque no Altar nos Estados Unidos

Metade do Pink Floyd em disco ao vivo de David Gilmour

Oasis mantém o (bom) padrão com Dig Out Your Soul
 
Confira outras matérias
desta seção
 

 

       

 
 
Copyright 2002-2008 | Universo Musical.
É proibida a reprodução deste conteúdo sem autorização escrita ou citação da fonte.
 
Efrata Music Editora Marcos Goes Marcelo Nascimento Dupla Os Levitas Universo Produções