Busca

O UNIVERSO MUSICAL
Quem Somos
Expediente
Cadastro
Publicidade
Fale Conosco
LINKS EXTERNOS
Blog
Universo Produções
Site Marcos Bin
Orkut
MySpace
Enquete
Você é a favor do ensino obrigatório de música nas escolas, como defendem alguns artistas? Acesse nosso blog e dê sua opinião!
  Música clássica dá show no Rio de Janeiro

Divulgação
O público que lotou a Sala Cecília Meireles aplaude de pé a Cia. Bachiana Brasileira, após a apresentação da Missa em Si Menor, de Bach

Por Leisa Ribeiro
24/05/2005


A Cia. Bachiana Brasileira foi fundada em 1999, no Rio de Janeiro. Atualmente com 12 cantores, eles mantêm a proposta de trabalhar projetos com repertório e tempo de realização definidos e sempre reunindo orquestra, coro e solistas. Entre os destaques estão a recente montagem Missa em Si Menor e Paixão Segundo São João, as duas de J. S. Bach.

A Cia. tem como característica a disciplina, que leva a uma sonoridade própria na execução da música de concerto, mesmo quando a orquestra e o coro atuam isoladamente, confirmando um diferencial. A direção e a regência são do criador e fundador, o maestro Ricardo Rocha. Com a CBB, ele já gravou dois CDs: Brasil a Quatro Vozes (1999), dedicado à música brasileira contemporânea para coral, e Tributo a Bach (2001), com famosas obras do compositor.

Ricardo Rocha desenvolveu sua carreira como regente no Brasil e na Alemanha, regendo inclusive a Orquestra Sinfônica Brasileira, além de outros conjuntos como a Orquestra do Teatro Municipal de São Paulo, a Orquestra Sinfônica de Minas Gerais, a Orquestra Petrobras Pró-Música e a Orquestra Sinfônica de Bamberg.

Uma Missa em Si Menor

No último dia 22, a Sala Cecília Meirelles, no Centro do Rio, abriu as portas para a Cia. Bachiana Brasileira apresentar uma obra de J. S. Bach terminada em 1749, um ano antes de sua morte. Seria uma “obra-testamento”, segundo o maestro Ricardo Rocha.

“É triste saber que Bach não viveu para ouvi-la”, disse o maestro, durante a apresentação da obra, para uma casa lotada, mesmo em uma noite chuvosa de domingo.

Para a Cia. Bachiana Brasileira, enfrentar a preparação da Missa em Si Menor foi a constatação de que até então nenhuma obra tinha apresentado um nível real de dificuldade técnica e estilística tão grande. A obra é composta por coros polifônicos e rica em coloraturas; segundo Rocha, quase não é possível respirar.

“Nossa montagem preserva e desenvolve o som flautado nas vozes e nos instrumentos”, explica.

A montagem teve quase duas horas de duração e mesmo assim manteve toda a platéia atenta. Isso mostra que o Rio não é só samba e funk.


Acesse o site da Cia. Bachiana Brasileira: www.bachiana.com.br.

 
Graça Music anuncia novidades à imprensa

Grupo Toque no Altar nos Estados Unidos

Metade do Pink Floyd em disco ao vivo de David Gilmour

Oasis mantém o (bom) padrão com Dig Out Your Soul
 
Confira outras matérias
desta seção
 

 

       

 
 
Copyright 2002-2008 | Universo Musical.
É proibida a reprodução deste conteúdo sem autorização escrita ou citação da fonte.
 
Efrata Music Editora Marcos Goes Marcelo Nascimento Dupla Os Levitas Universo Produções