Busca

O UNIVERSO MUSICAL
Quem Somos
Expediente
Cadastro
Publicidade
Fale Conosco
LINKS EXTERNOS
Blog
Universo Produções
Site Marcos Bin
Orkut
MySpace
Enquete
Você é a favor do ensino obrigatório de música nas escolas, como defendem alguns artistas? Acesse nosso blog e dê sua opinião!
  Androginia e glam rock em solos brasileiros

Divulgação
Por causa de seu visual andrógino, o vocalista Brian Molko durante antes conviveu com a estima do “menino ou menina?”

Por Dani Jales
15/04/2005

Entre o público chamado alternativo, a expectativa pela vinda do Placebo ao Brasil – o que vinha sendo anunciado há tempos – é semelhante ao frisson causado pela presença de mega-astros da música pop mundial em terras brasileiras, como foi com Paul McCartney, Madonna, Michael Jackson e Guns ‘n’ Roses.

A espera finalmente acabou. Um dos nomes mais populares do rock alternativo dos últimos anos, o trio surgido na Inglaterra e formado por Brian Molko (voz e guitarra), Steve Hewitt (bateria) e Stefan Olsdal (baixo) faz 14 shows pela América Latina, oito em solo brasileiro. A banda vem divulgar sua primeira coletânea, Once More with Feeling – Singles 1996-2004, lançada pela EMI em CD e DVD.

A primeira parada em palcos brasileiros é neste dia 15, quando o Placebo se apresenta no festival Abril Pró Rock, em Recife. Alguns dias antes, ao desembarcar em São Paulo, a banda aproveitou para conceder uma entrevista coletiva à imprensa, na qual prometeu tocar todos os sucessos dos oitos anos de carreira nos shows pelo Brasil.

“O repertório será baseado nos singles. Faremos um show para os fãs. Vamos tocar o que o público quer ouvir”, disse o vocalista Brian Molko.

Os outros shows pelo país serão nos dias 16, na Concha Acústica de Salvador; 19, na Fábrica Máquinas, em Porto Alegre; 21, no El Divino Club, em Florianópolis; 23, na Concha Acústica de Brasília; 26, na Red Eventos, em Campinas; 27, no Credicard Hall, em São Paulo; e finalmente, dia 29, no Rio de Janeiro, para um Claro Hall certamente lotado.

A peculiaridade dessa turnê é que somente a América Latina terá o privilégio de ver a banda ao vivo em 2005. O resto do mundo terá que se contentar com Once More with Feeling, uma coletânea de clássicos com os maiores sucessos do grupo, trazendo todos os singles dos oito anos da carreira do Placebo.

Liderado pelo excêntrico e andrógino vocalista Brian Molko – que sempre carregou o enigma de ser menino ou menina – o Placebo ficou conhecido em meados dos anos 90 ao reciclar idéias do glam rock, título que foi rejeitado pelo cantor na coletiva paulista. Molko, considerado uma das melhores vozes do rock atual, é também responsável pela multidão de fãs homens com unhas pintadas e olhos delineados que certamente marcarão presença em todos os shows.

As oito apresentações do Placebo no Brasil fazem parte da seletiva do festival Claro Que É Rock, que acontece em setembro. Em abril, uma série de bandas independentes nacionais serão selecionadas para o megaevento do segundo semestre. A primeira etapa acontece agora, quando cinco bandas regionais foram selecionadas para abrir cada show do Placebo, num total de 40.

CD traz uma faixa “alegre” em meio à angústia

O CD e o DVD Once More with Feeling – Singles 1996-2004 são um resumo da trajetória do Placebo. Twenty Years e I Do são as faixas inéditas; esta última é exclusiva da versão em áudio, que também traz um disco bônus com 10 remixes.

Melódicas e com jeitinho “anos 80”, essas faixas talvez tenham como peculiaridade algo bem mais que inédito: I Do, além de não ter guitarras – contrariando o histórico do Placebo – é uma canção “antidepressiva”. É a primeira música de amor da banda, com final feliz! Uma surpresa, sem dúvida, bastante positiva.

“Sou feliz às quartas e, às vezes, aos sábados”, brincou o vocalista.

36 Degrees
abre o DVD de forma sufocante. Para conseguir sobreviver a esse clipe é preciso ativar as legendas e ler os divertidos comentários de Molko, que aparecem em todas as faixas e são um diferencial do disco. Ajudam a relaxar durante o vídeo. Mas quando o assunto é Placebo, a idéia inicial é mesmo a angústia.

A voz de Molko, seu visual andrógino e suas performances nos clipes não deixam a desejar em nenhum dos hits: Teenage Angst, Nancy Boy, You Don’t Care About Us e Every You Every Me, músicas dos dois primeiros álbuns da banda, Placebo, de 96, e Without You I’m Nothing, de 98. Sem dúvida, os melhores discos até o lançamento desta coletânea.

Without You I’m Nothing
(com a participação de David Bowie), Special K e Special Needs mostram porque o Placebo é um fenômeno indie na Europa. Seus quatro álbuns – que ainda incluem Black Market Music, de 2000, e Sleeping with Ghosts, de 2003 – venderam cerca de 5 milhões ao redor do mundo e 40 mil só no Brasil. Somente Sleeping with Ghosts foi responsável por 1,4 milhão de unidades vendidas.

Denso, angustiante e nostálgico, com seus clipes chocantes, ousados e bem produzidos, Once More with Feeling reserva uma surpresa a cada música, a cada bônus. É quase tão bom quanto ter o Placebo tocando, finalmente, no Brasil.


Veja mais:


   Disco:  Once More with Feeling – Singles 1996-2004
     Ficha técnica, faixas e compositores

Matérias relacionadas:

  Placebo despede-se do Brasil com show morno no Rio

 
Graça Music anuncia novidades à imprensa

Grupo Toque no Altar nos Estados Unidos

Metade do Pink Floyd em disco ao vivo de David Gilmour

Oasis mantém o (bom) padrão com Dig Out Your Soul
 
Confira outras matérias
desta seção
 

 

       

 
 
Copyright 2002-2008 | Universo Musical.
É proibida a reprodução deste conteúdo sem autorização escrita ou citação da fonte.
 
Efrata Music Editora Marcos Goes Marcelo Nascimento Dupla Os Levitas Universo Produções