Busca

O UNIVERSO MUSICAL
Quem Somos
Expediente
Cadastro
Publicidade
Fale Conosco
LINKS EXTERNOS
Blog
Universo Produções
Site Marcos Bin
Orkut
MySpace
Enquete
Você é a favor do ensino obrigatório de música nas escolas, como defendem alguns artistas? Acesse nosso blog e dê sua opinião!
  Lulu Santos volta à guitarra em grande estilo

Após do sucesso de seu Acústico MTV, Lulu volta à guitarra no disco Programa
Galeria de fotos
Em dezembro de 2001, Lulu Santos fez um dos últimos shows da bem-sucedida turnê de Acústico MTV – álbum que lhe rendeu a marca de 800 mil cópias vendidas – em Niterói, Rio de Janeiro. Naquela ocasião, poucas testemunhas ouviram a música Do Outro Mundo, uma das faixas do próximo CD de inéditas que Lulu lançaria após dois anos excursionando pelo Brasil com o show desplugado. Acostumado a grandes platéias, Lulu parecia receber a prova definitiva de que estava na hora de voltar à guitarra.
Chegou 2002, e o cantor resolveu não cumprir a promessa que fizera, em 2000, de ficar no mínimo três anos fazendo a turnê de Acústico MTV. Dizendo-se cansado do violão, ele retomou a guitarra e gravou o disco Programa. A turnê do novo álbum começou com uma temporada de duas semanas no ATL Hall, no Rio de Janeiro, em julho.
Na estréia, no dia 19, a grande quantidade de adolescentes apontava os ecos do disco anterior, que ajudou o músico carioca a renovar seu público. Por ironia, Lulu abriu o show exatamente com Do Outro Mundo, a primeira e uma das melhores faixas de Programa, mas numa situação completamente diferente daquela vivida em Niterói: lotação esgotada no gigante ATL Hall, mesmo com a concorrência do RPM no Canecão.
A seguir, Lulu resgatou o antigo hit Tudo com Você, que ficou de fora da turnê passada, mostrando o que seria, acertadamente, a tônica do show – as novas músicas mescladas a antigos sucesso esquecidos em Acústico MTV e os melhores momentos do disco anterior. Acompanhado da mesma (ótima) banda – Christiaan Oyens (guitarra), André Rodrigues (baixo), Alex de Souza (teclado), Chocolate (bateria) e Armando Marçal (percussão) – Lulu usou e abusou dos slide e dos pedais em solos de guitarra nas boas e suingadas Figurativa, A Mensagem, Salto Fino (composta em parceria com Bernardo Vilhena) e Walkpeople (com Ed Motta e Marcos Valle).
Lulu voltou ao violão relembrando sua versão para Here Comes The Sun (Lá Vem O Sol), de George Harrison, e
Na nova turnê, Lulu continua com a excelente banda que o acompanhou em Acústico MTV
os dois maiores sucessos de Acústico MTV: as releituras de Tempos Modernos (lançada originalmente no disco homônimo, de 1982) e Apenas Mais Uma de Amor (Mondo Cane, de 1992). Em Tempos Modernos, Lulu parou de cantar para chamar a atenção dos seguranças, que não deixavam o público das cadeiras dançar. “Está havendo algum desentendimento por parte dos seguranças. As pessoas podem se levantar e dançar, sim. Esses são os resquícios da ditadura”, bradou, aplaudido de pé. Bem, todos de pé, oportunidade para dançar ao som do som do primeiro hit de Lulu, lançado exatamente há 20 anos. O cantor, aliás, fez questão de comentar o aniversário. “Depois de 82 vem 92 e 2002”, disse ele, antes de cantar Todo Universo, primeiro hit de seu CD atual, cuja sonoridade, curiosamente, remete ao Lulu Santos dos anos 80.
No final, o cantor voltou a fazer referência a Acústico MTV repetindo a “trilogia” de sua vertente eletrônica em Aviso Aos Navegantes/Tudo Igual/Assim Caminha A Humanidade – com a mesma ordem e os mesmos arranjos que aparecem naquele CD – e encerrando com Casa. Na volta para o bis, mais algumas inéditas, Não-Identificado, de Caetano Veloso – gravada por Lulu no disco ao vivo Amor À Arte(1989) e cantada com o cantor baiano no ano passado, também no ATL Hall, na turnê de Noites Do Norte Ao Vivo –, uma nova leitura para O Último Romântico e o final consagrador com Toda Forma De Amor.
Lulu volta com maestria ao mundo elétrico. Para quem assistiu ao show de Acústico MTV, deu saudade de Condição, Satisfação, A Cura, De Repente Califórnia e outros clássicos. Mas, para um artista que, nos últimos oito anos, gravou CDs acústicos, eletrônicos e remixados, está faltando um ao vivo elétrico, para compensar os 13 anos de distância para Amor À Arte. Depois de Planet Hemp, Raimundos, Skank e Pato Fu, quem sabe Lulu não é o próximo a gravar na série MTV Ao Vivo?   


Veja mais:


  Programa remete ao Lulu dos anos 80
   Disco:  Programa
     Ficha técnica, faixas e compositores





Matérias relacionadas:

  Lulu Santos declara seu amor à guitarra em MTV Ao Vivo
  Lulu Santos gravará mais um disco ao vivo pela MTV
  Lulu e Memê, Memê e Lulu


Resenhas relacionadas:

  MTV Ao Vivo
 
Graça Music anuncia novidades à imprensa

Grupo Toque no Altar nos Estados Unidos

Metade do Pink Floyd em disco ao vivo de David Gilmour

Oasis mantém o (bom) padrão com Dig Out Your Soul
 
Confira outras matérias
desta seção
 

 

       

 
 
Copyright 2002-2008 | Universo Musical.
É proibida a reprodução deste conteúdo sem autorização escrita ou citação da fonte.
 
Efrata Music Editora Marcos Goes Marcelo Nascimento Dupla Os Levitas Universo Produções