Busca

O UNIVERSO MUSICAL
Quem Somos
Expediente
Cadastro
Publicidade
Fale Conosco
LINKS EXTERNOS
Blog
Universo Produções
Site Marcos Bin
Orkut
MySpace
Enquete
Você é a favor do ensino obrigatório de música nas escolas, como defendem alguns artistas? Acesse nosso blog e dê sua opinião!
  Monobloco fecha o carnaval com chave de ouro

Arquivo U.M.
O ator e cantor Serjão Loroza é um dos puxadores do Monobloco, que em 2005 completa meia década de vida

Por Jailson Roque e Marcos Paulo Bin
07/02/2005


Há 5 anos o Monobloco faz a alegria dos foliões da Zona Sul do Rio de Janeiro. O grupo percussivo foi criado em 2000 pela banda Pedro Luís e A Parede, tendo à frente os puxadores Serjão Loroza, Pedro Quental, Fábio Allman e Rodrigo Maranhão. O time de ritmistas, que já chegou a 150 componentes, atualmente está em 120, com músicos dos grupos Bangalafumenga, Rio Maracatu, Reverse e Psicoativos e dos blocos Empolga às Nove e Quizomba, além da bateria da Mangueira.

O Monobloco chega a seu quinto aniversário com uma novidade. Devido a uma solicitação da Prefeitura do Rio, o desfile oficial, este ano, foi transferido do dia 30 de janeiro para 13 de fevereiro – depois, portanto, da quarta-feira de cinzas – a partir das 16h.

“Vamos fechar o carnaval com chave de ouro”, minimiza o grupo, em seu site oficial.

O trajeto é o mesmo: Pedro Luis, Serjão Loroza e cia. percorrem do Posto 12 (Leblon) até o Posto 10 (Ipanema), empolgando os foliões que ainda tiverem fôlego com sua mistura de ritmos, a lembrança de antigas marchinhas carnavalescas e a releitura de sucessos da MPB em forma de samba. Muitas músicas do repertório foram gravadas pelo grupo em seu primeiro e único CD, Monobloco 2002, lançado no final daquele ano.

Os ensaios vêm acontecendo todas as sextas-feiras desde 14 de janeiro, na Fundição Progresso, sempre com convidados. No último antes do desfile, no dia 11 de fevereiro, a participação especial é de Evandro Mesquita, cantor da Blitz.

Zélia Duncan cai na folia

Samba, muita gente bonita, bebida bem gelada e alto-astral. Esse era o clima da Fundição Progresso no dia 28 de janeiro, quando o Monobloco recebeu os convidados Fábio Carvalho, vocalista e percussionista da banda capixaba Manimal, e a cantora Zélia Duncan. Fábio cantou com Serjão Loroza alguns jongos, enquanto Zélia lembrou sambas e, acompanhada de Pedro Luis, mostrou sua interpretação para a bela , de Tom Zé e Elton Medeiros, que ela gravou no CD Eu Me Transformo em Outras. Mas quem roubou mesmo a cena foi a brilhante cantora Magali, que junto com as outras estrelas da noite, mostrou um suingue e uma presença de palco inesquecíveis.

No ensaio, a bateria do Monobloco mostrou variações de ritmos e versões animadíssimas de sucessos como Morena Tropicana, de Alceu Valença. As antigas marchinhas e os grandes sambas de enredo da história do carnaval não ficaram de fora, fazendo os cariocas e turistas caírem na folia.

Na sexta-feira seguinte, 5 de fevereiro, o convidado do Monobloco foi o irreverente Eduardo Dusek, que garantiu mais uma noite animada. Depois do ensaio com Evandro Mesquita, o grupo estará pronto para a grande festa, no domingo. Guarde suas energias.


Veja mais:


  Serviço: confira como serão o último ensaio e o desfile do Monobloco


Matérias relacionadas:

  Monobloco grava DVD ao vivo no Circo Voador
  O carnaval do Monobloco

 
Graça Music anuncia novidades à imprensa

Grupo Toque no Altar nos Estados Unidos

Metade do Pink Floyd em disco ao vivo de David Gilmour

Oasis mantém o (bom) padrão com Dig Out Your Soul
 
Confira outras matérias
desta seção
 

 

       

 
 
Copyright 2002-2008 | Universo Musical.
É proibida a reprodução deste conteúdo sem autorização escrita ou citação da fonte.
 
Efrata Music Editora Marcos Goes Marcelo Nascimento Dupla Os Levitas Universo Produções