Busca

O UNIVERSO MUSICAL
Quem Somos
Expediente
Cadastro
Publicidade
Fale Conosco
LINKS EXTERNOS
Blog
Universo Produções
Site Marcos Bin
Orkut
MySpace
Enquete
Você é a favor do ensino obrigatório de música nas escolas, como defendem alguns artistas? Acesse nosso blog e dê sua opinião!
  Intimista até no rock pauleira

Divulgação
Acostumada a ser intérprete, Olivia Hime não se mostra desconfortável ao cantar suas próprias composições em Canção Transparente. “Quando canto minhas letras é como se fosse de qualquer outra pessoa”, diz a cantora

Por Marcos Paulo Bin
17/01/2005

Após uma passagem pelo Teatro Rival BR em outubro de 2004, Olivia Hime voltou à tradicional casa da Cinelândia, Centro do Rio, para mais uma breve temporada, nos dias 4 e 5 de janeiro. Olivia está divulgando o CD Canção Transparente (Biscoito Fino), lançado em julho do ano passado. Na turnê, ela apresenta boa parte do repertório do disco, sob a direção de Flávio Marinho, os arranjos do marido Francis Hime e a produção de João Schimdt.

Francis, aliás, ajuda a mulher na concepção do espetáculo, onde músicas populares (canções, sambas, choros, valsas) ganham um ar de recital com a voz doce de Olivia.

“Francis é um craque em fazer essas misturas funcionarem harmoniosamente. Ele é harmonia ambulante!”, elogia a mulher-coruja. “Quanto a mim, tenho mesmo um jeito íntimo de cantar. Mesmo cantando a Sinfonia do Rio de Janeiro de São Sebastião, no Municipal, canto assim. Acho que se eu cantar um rock pauleira vai soar íntimo!”

No palco, acompanham a cantora o grupo de choro Tira Poeira e o pianista e acordeonista Marcos Nimrichter. Ambos participam de Canção Transparente; o Tira Poeira é o convidado de Disfarçando, enquanto Nimrichter empresta seu acordeom a Cinzas, Canção Transparente e Meus Heróis. Para os chorões, Olivia é só elogios.

“São músicos excelentes e é meio inesperado eu cantar com eles. Por isso gosto tanto”, diz a cantora.

Sobre Nimrichter, Olivia adianta um projeto que os dois farão em conjunto. Quando ele for avisado...

“Estou montando um show só voz-e-piano que farei com Marcos Nimrichter. E ele nem sabe disso ainda!”, brinca a cantora, que, apesar de já estar olhando para o futuro, ainda planeja divulgar mais o novo CD. No Rio, as próximas apresentações devem ser em fevereiro ou março, no Mistura Fina.

Experiência diferente

Canção Transparente marca a estréia de Olivia Hime como intérprete de suas próximas músicas em um só disco. Em seus últimos trabalhos, a cantora, compositora e empresária, uma das sócias da gravadora Biscoito Fino, vinha se dedicando à releitura da obra de grandes nomes da música brasileira, como nos discos Mar de Algodão (Dorival Caymmi), Serenata de uma Mulher (Chiquinha Gonzaga) e Alta Madrugada (Chico Buarque, Tom Jobim, Vinícius de Moraes, Carlos Lyra, Baden Powell e outros).

Neste mais recente CD, todas as 14 letras são escritas por Olivia, em parceria com melodistas diversos. O parceiro mais freqüente, é claro, é Francis Hime. Com o marido, Olivia compõe canções (A Tarde, Mariposa, com participação do Quarteto Maogani), choros (Cada Canção, Choro Rasgado), baiões (Cara Bonita, com participação de Lenine; Parintintim, com um quê de música folclórica da Região Norte) e samba (Disfarçando). Maurício Carrilho responde pela melodia de Sinuosa, uma valsa, e Sérgio Santos, por Sol Forte, samba com participação do músico mineiro. Já Meus Heróis é uma versão de Olivia para Whatever Happened to Melody, dos americanos Cynthia Thompson e Ray Jassel.

Para Olivia, está sendo uma experiência diferente cantar suas próprias composições.

“Sim, ‘diferente’ é o termo certo. Mas o curioso é que quando canto minhas letras é como se fosse de qualquer outra pessoa”, afirma a cantora, que no momento não pensa em um novo disco. Ou será que pensa?

“A divulgação de um CD dura o tempo que você estiver trabalhando sobre ele. O Brasil é um país imenso, quase continental, então até você dar conta de todo trabalho, já está na hora de fazer um novo. Eu diria que a cabeça já está no próximo mas ele ainda não está na cabeça, se é que isto faz algum sentido”, diz Olivia.

Seja quando, como e com que músicas for, o novo disco já tem garantido o bom gosto e a voz melodiosa e intimista de Olivia Hime. Mesmo que ela cante rock pauleira.

 

Clique aqui e compre o CD Canção Transparente no site da Biscoito Fino


Veja mais:


   Disco:  Canção Transparente
     Ficha técnica, faixas e compositores

Resenhas relacionadas:

  Canção Transparente

 
Graça Music anuncia novidades à imprensa

Grupo Toque no Altar nos Estados Unidos

Metade do Pink Floyd em disco ao vivo de David Gilmour

Oasis mantém o (bom) padrão com Dig Out Your Soul
 
Confira outras matérias
desta seção
 

 

       

 
 
Copyright 2002-2008 | Universo Musical.
É proibida a reprodução deste conteúdo sem autorização escrita ou citação da fonte.
 
Efrata Music Editora Marcos Goes Marcelo Nascimento Dupla Os Levitas Universo Produções