Busca

O UNIVERSO MUSICAL
Quem Somos
Expediente
Cadastro
Publicidade
Fale Conosco
LINKS EXTERNOS
Blog
Universo Produções
Site Marcos Bin
Orkut
MySpace
Enquete
Você é a favor do ensino obrigatório de música nas escolas, como defendem alguns artistas? Acesse nosso blog e dê sua opinião!
  Para dançar de novo

Divulgação
A cantora Pamela é a artista que mais aparece no CD Os Arrebatados Remix 2: ela canta sozinha e em dueto com Alex Gonzaga

Por Marcos Paulo Bin
12/01/2004

Você consegue imaginar louvores compostos por pastores animando a pista de dança de uma festa? Se a resposta é não, escute o CD Os Arrebatados Remix 2, lançamento da MK Publicitá, que chega às lojas dando toda a pinta de que irá repetir o êxito da edição anterior, lançada em maio de 2004 e certificada com disco duplo de ouro. Em apenas duas semanas, o segundo volume chegou à casa das 20 mil cópias vendidas.

Produzido por Wagner Carvalho (que trabalha com os artistas mais pop da MK), o CD traz 16 sucessos em versões dançantes. Algumas músicas ficaram muito boas; outras perderam com o remix. Os melhores momentos ficam com as bandas: O Tempo, do Oficina G3, e Voz do Coração, do Novo Som, continuam sendo ótimas canções, agora prontas para fazer dançar os evangélicos mais animados. Vale lembrar que é cada vez mais freqüente a realização de festas regadas a música gospel.

Compositor de Voz do Coração ao lado de Mito, o baixista Lenilton – ex-integrante do Novo Som, atualmente líder da banda Rota 33 – não é um dos mais empolgados com a idéia, mas vê os lados positivos dos remixes.

“Particularmente não sou fã. Mas creio que é uma boa oportunidade de evangelização, e também de agradar aos evangélicos que gostam de malhar nas academias. É melhor ouvir a Palavra de Deus do que aqueles lixos batidões”, diz Lenilton.

Quem quiser louvar e dançar vai mesmo se esbaldar em Os Arrebatados Remix 2. Além de Oficina e Novo Som, o disco traz outro nome conhecido dos jovens evangélicos, a cantora Pamela, que aparece com duas músicas: A Chuva, a primeira faixa de trabalho, e Um Verso de Amor, dueto com Alex Gonzaga, vocalista do Novo Som.

Mas a maior parte do CD é de artistas que fazem o estilo adulto, o que torna o trabalho ainda mais interessante. Os pastores citados no início, Kleber Lucas e Alda Célia, comparecem com Jeová É o Teu Cavaleiro e Óleo de Alegria, respectivamente. A Comunidade Evangélica de Nilópolis vem com Eu Quero É Deus, regravada recentemente por Nelson Ned; Marquinhos Gomes relembra o hit Deus de Israel e o casal sertanejo Rayssa & Ravel ganha uma versão bem diferente para a sua Festa de Crente.

Das integrantes do Grupo Voices, apenas Josyanne ficou de fora, pelo menos em carreira solo. Fernanda Brum canta O Que Diz Meu Coração; Eyshila, a compositora mais gravada no CD, Posso Clamar; Marina de Oliveira, Aviva; e Liz Lanne, Milagre. Juntas (com Josyanne), elas aparecem no sucesso Sai. Mas Wagner Carvalho acabou chamando mesmo a atenção para outro grupo vocal feminino, o Ellas, com o remix de ABC, que mistura funk, rap, soul e samba. É talvez a faixa que melhor resuma o espírito deste segundo volume, que, segundo Kaju, um dos apresentadores do programa de rádio que deu nome ao projeto, é um CD “com baladas mais fortes, um batidão pesado, mas com a mesma qualidade”.

Jogo acompanha o CD

Kaju e os outros “arrebatados”, Lili e Dedé, cantam na última música, O Esquisito, um rockabilly esperto, composto por Andrea Maier (coordenadora do projeto) e Wagner Carvalho. A música, bem dançante, parece uma mistura de Blue Suede Shoes, de Elvis Presley, com Great Balls on Fire, de Jerry Lee Lewis. O trio ainda mostra um trecho do programa de rádio na faixa Os Arrebatados Live e Kaju faz uma oração/pregação em A Chamada.

Os Arrebatados também é inusitado no fator extramusical. O CD da edição passada vinha acompanhado de uma revista em quadrinhos. No segundo volume, o encarte vira um tabuleiro de jogo, mais ou menos no estilo Jogo da Vida (mas sem dinheiro), cujo objetivo é levar os personagens, os “largados”, até a igreja.

Mais do que um simples disco ou moda musical, Os Arrebatados Remix é um projeto diferenciado que acabou se transformando numa boa receita para a MK e uma diversão para os jovens evangélicos, quase sempre carentes de opções de lazer fora da igreja.


Veja mais:


   Disco:  Os Arrebatados Remix 2
     Ficha técnica, faixas e compositores

Matérias relacionadas:

  Os Arrebatados e o gospel remixado

 
Graça Music anuncia novidades à imprensa

Grupo Toque no Altar nos Estados Unidos

Metade do Pink Floyd em disco ao vivo de David Gilmour

Oasis mantém o (bom) padrão com Dig Out Your Soul
 
Confira outras matérias
desta seção
 

 

       

 
 
Copyright 2002-2008 | Universo Musical.
É proibida a reprodução deste conteúdo sem autorização escrita ou citação da fonte.
 
Efrata Music Editora Marcos Goes Marcelo Nascimento Dupla Os Levitas Universo Produções