Busca

O UNIVERSO MUSICAL
Quem Somos
Expediente
Cadastro
Publicidade
Fale Conosco
LINKS EXTERNOS
Blog
Universo Produções
Site Marcos Bin
Orkut
MySpace
Enquete
Você é a favor do ensino obrigatório de música nas escolas, como defendem alguns artistas? Acesse nosso blog e dê sua opinião!
  Quem ‘emeteviu’...

Divulgação/Emir Penna
Rita Lee com bóbis na cabeça e o dedo na boca durante a gravação de MTV Ao Vivo. O bom humor é uma característica do CD. “É sempre uma estratégia brasileira de sobrevivência fazer piadas das tragédias”, diz a cantora

Por Marcos Paulo Bin
28/12/2004

Há seis anos, Rita Lee cantava, em uma das faixas do disco Acústico MTV: “Quem emetevê, quem emeteviu / No final dos 90 o Brasil / Tem um pé no penta / E o outro, em Chernobyl”. A princípio, poderia parecer apenas uma forma divertida de homenagear a emissora e utilizar variações da sigla da Music Television (que no caso virou um verbo) para fazer rimas que mostrassem uma veia crítica. Mas quem conhece Rita Lee sabe de seu lado irônico; nesse caso, ela possivelmente estava se referindo, de forma sutil, ao poder que a MTV exerce no mundo da música pop.

Pois bem, chega o fim de 2004 e nas lojas aporta um novo CD e DVD de Rita Lee pela emissora, desta vez elétrico, dentro da série MTV Ao Vivo (EMI). O primeiro tem 14 faixas, enquanto no segundo são 20. A roqueira mais emepebista do país privilegiou, no CD, canções que não gravara no disco acústico, começando pelos Mutantes (Panis et Circenses) e passando pelos sucessos da carreira solo, antigos (Saúde, Mamãe Natureza, Caso Sério) e novos (Amor E Sexo e Tudo Vira Bosta), até chegar à produção atualíssima, caso das inéditas Meio Fio (primeira faixa de trabalho) e Coração Babão.

Em uma curta porém divertida entrevista por e-mail, Santa Rita de Sampa falou sobre o disco. Imaginando que este repórter a estava criticando por lançar mais um disco pela MTV, ela começou falando da relação dos artistas pop e a emissora.

“Marcos, querido... Artistas também têm que pagar contas no fim do mês”, diz Rita. “Se dependêssemos dos críticos, seríamos todos mendigos idealistas. A MTV é o único canal de TV que realmente se propõe a apresentar projetos musicais. Os demais são sujeitos às (literalmente) paradas de sucesso compradas.”

O assunto prossegue. Em entrevista a este mesmo repórter, Lulu Santos – que também lançou um MTV Ao Vivo em 2004, quatro anos depois do Acústico – comparou o projeto desplugado a um serviço militar obrigatório. Será que Rita Lee também pensa assim?

Acústicos e Ao Vivo são bem-vindos. Um é intimista, o outro é simplesmente o registro de um show. No meu caso, de um show que já estava na estrada há um ano”, responde a cantora, referindo-se à turnê de Balacobaco, seu último álbum, que estourou duas canções presentes em MTV Ao Vivo, Amor E Sexo (vencedora do I Troféu U.M. como “Melhor Música de MPB” de 2003) e Tudo Vira Bosta.

Por falar nisso, aquele disco não poderia ter rendido mais?

“Sempre pode render mais, segundo nosso ego. Hehehe...”, brinca Rita, bem-humorada até virtualmente.

Bossa ‘n’ roll

O bom humor, aliás, é uma das características de MTV Ao Vivo, presente em várias músicas (“é sempre uma estratégia brasileira de sobrevivência fazer piadas das tragédias”, comenta Rita Lee). A cantora fez uma versão para o hino beatle Lucy in The Sky with Diamonds (já regravado de forma magistral por Elton John) misturando, como diria Cazuza, bossa nova e rock and roll. Coração Babão, uma das inéditas, tem um delicioso clima de Jovem Guarda.

Mas duas faixas merecem destaque. Uma é Eu Quero Ser Sedado, letra em português para I Wanna Be Sedated, dos Ramones. Era uma das músicas presentes na turnê de Balacobaco, mas de outra forma.

“No início da turnê ainda cantávamos a música em inglês. Quando Johnny (guitarrista dos Ramones) morreu (em setembro último), resolvi prestar uma homenagem e fiz a versão para o português”, conta Rita.

A outra faixa é Tudo Vira Bosta, que encerra o CD, definida por Rita Lee como uma “tese de mestrado do filósofo Moacyr Franco (autor da música) diante dos mistérios da vida”. E será que para este ícone da (boa) música brasileira tudo que se escuta no rádio hoje vira bosta?

“O que há de melhor hoje na MPB são os trabalhos das cantoras/compositoras/bandleaders, uma atitude absolutamente roquenrou de ser. Vamos lá: Zelia Duncan, Fernanda Abreu, Paula Toller, Pitty, Adriana Calcanhoto, Marisa Monte, Fernanda Porto, Fernanda Takai, Negra Li e tantas outras”, lista Rita Lee, que não só está na lista por humildade. Afinal, ela também faz parte desse tal de ronquenrou.


Veja mais:


  Convidadas do disco são veteranas na MTV
   Disco:  MTV Ao Vivo
     Ficha técnica, faixas e compositores

Matérias relacionadas:

  Rita Lee recebe o Troféu Universo Musical no Claro Hall
  Rita Lee escolhe o Rio para estrear a turnê de Balacobaco


Resenhas relacionadas:

  MTV Ao Vivo
  Pedro E O Lobo

 
Graça Music anuncia novidades à imprensa

Grupo Toque no Altar nos Estados Unidos

Metade do Pink Floyd em disco ao vivo de David Gilmour

Oasis mantém o (bom) padrão com Dig Out Your Soul
 
Confira outras matérias
desta seção
 

 

       

 
 
Copyright 2002-2008 | Universo Musical.
É proibida a reprodução deste conteúdo sem autorização escrita ou citação da fonte.
 
Efrata Music Editora Marcos Goes Marcelo Nascimento Dupla Os Levitas Universo Produções