Busca

O UNIVERSO MUSICAL
Quem Somos
Expediente
Cadastro
Publicidade
Fale Conosco
LINKS EXTERNOS
Blog
Universo Produções
Site Marcos Bin
Orkut
MySpace
Enquete
Você é a favor do ensino obrigatório de música nas escolas, como defendem alguns artistas? Acesse nosso blog e dê sua opinião!
  A história do rock nacional no primeiro disco solo de George Israel

Divulgação/Flávio Colker
George Israel ficou feliz por amigos como Herbert Vianna, Lulu Santos e Frejat terem aceito o convite de participar de seu 1°disco solo. “É legal ver que todos têm disposição de participar de outros projetos, mesmo tocando as suas carreiras”, diz ele

Por Marcos Paulo Bin
17/09/2004

Pouca gente chama o saxofonista do Kid Abelha, George Israel, de Siri. Somente os amigos mais íntimos, principalmente aqueles que despontaram no cenário musical brasileiro com ele, nos anos 80, como os amigos dos Paralamas do Sucesso, Barão Vermelho e, é claro, do próprio Kid.

E são exatamente essas pessoas que George Israel convidou para participar de seu primeiro CD solo, 4 Letras. A banda que o acompanha nas 13 faixas é formada por João Barone (baterista dos Paralamas), Rodrigo Santos (baixista do Barão Vermelho), Humberto Barros (tecladista que está tocando com o Kid Abelha na turnê de Acústico MTV) e, como exceção, Ramiro Musotto, percussionista e produtor do disco. O álbum é o primeiro lançamento do selo de George Israel, chamado... Siri Music, com distribuição da Universal.

“Eu tenho algumas teorias para esse apelido. Em uma delas, o Bruno Fortunato (guitarrista do Kid Abelha) teria começado a me chamar de ‘sri’, que na língua indiana significa uma espécie de guru. Aí acabou ficando ‘siri’. Mas também tem outras explicações, mais cabeludas, que é melhor não dizer aqui”, diz George, bem-humorado.

O mesmo humor ele usou na música que encerra o disco, Carcaça da Chevroleta, uma jam section sensacional com outros velhos conhecidos: Bi Ribeiro, dos Paralamas (baixo), Liminha, produtor de alguns discos do Kid Abelha (guitarra), e Bidu (trombone). A letra, cheia de duplos sentidos, é a única que não vem escrita no encarte. Seu autor: Siri.

“Não tive coragem de assiná-la. Quem quiser saber como é a letra, só ouvindo”, brinca George.

Música para o filho deu início ao projeto

A ficha técnica de 4 Letras é um passeio pela história do rock nacional. Da geração dos anos 80, dão canjas no disco Bruno Fortunato, Herbert Vianna (vocalista dos Paralamas), Lulu Santos, Frejat e Guto Goffi (baterista do Barão). A geração anterior é representada pelo ex-mutante Sérgio Dias (sitar), e a atual por Bianca Jhordão (terelim) e Cris Braun (vocais).

“A maioria dos convidados é de velhos amigos pessoais e musicais. Não foi nada premeditado; as coisas foram rolando. Foram belos encontros. É legal ver que todos têm disposição de participar de outros projetos, mesmo tocando as suas carreiras”, diz George, que também convidou sua maior parceira, Paula Toller, mas ela mesma achou melhor ficar de fora. “A Paula ficou feliz com o convite, mas nós conversamos e achamos que, se ela cantasse, iria parecer uma música nova do Kid Abelha. E isso, neste momento, não seria interessante, pois as pessoas ainda estão muito ligadas no Acústico MTV.”

O fim da turnê do Acústico, aliás, foi um dos motivos que levaram George Israel a gravar seu primeiro disco agora. Um sonho que já existe há algum tempo. O músico conta que, na época que Paula Toller lançou seu trabalho solo (1998), ele pensou em fazer o mesmo, mas sentiu que não era o momento.

“Eu cheguei a gravar um disco, mas não tive a convicção necessária para levá-lo adiante”, conta George. “Mas desta vez foi legal, o timing se encaixou. O Kid Abelha está na final da turnê do Acústico. Eu não diria que estamos cansados, mas, depois de um disco tão bem-sucedido, a gente precisava se reciclar, ouvir coisas novas. Agora ainda estamos pensando no repertório do próximo CD, então eu vou ter um tempo para cuidar do meu.”

Outra motivação para George Israel finalmente realizar o antigo sonho foi a música Por Trás Desses Olhos Verdes, que ele compôs em 2003 para o filho Frederico. A canção acabou se tornando o start para 4 Letras.

“Essa música me deu um clique de que eu poderia ter um repertório mais pessoal. Depois disso continuei compondo, e no final do ano passado me encontrei com o Ramiro, que levou o projeto adiante. Nossa química rolou. Começamos a gravar em março e terminamos em junho”, explica George Israel, lembrando que até nos intervalos da turnê do Kid Abelha pegava seu laptop para anotar alguns versos de uma nova música.

E, por falar na banda, George Israel desmente os boatos de um Acústico MTV 2 e garante que o próximo CD do Kid Abelha, previsto para 2005, será de músicas inéditas, gravado em estúdio. Enquanto compõe o repertório com Paula Toller e Bruno Fortunato, o músico pensa em mostrar ao público seu “filho” – os cariocas poderão assistir ao show solo de George Israel no Circo Voador, provavelmente em outubro. Uma boa chance para conhecer melhor as patas do Siri.


Veja mais:


  Disco traz letras inéditas de Cazuza
   Disco:  4 Letras
     Ficha técnica, faixas e compositores

 
Graça Music anuncia novidades à imprensa

Grupo Toque no Altar nos Estados Unidos

Metade do Pink Floyd em disco ao vivo de David Gilmour

Oasis mantém o (bom) padrão com Dig Out Your Soul
 
Confira outras matérias
desta seção
 

 

       

 
 
Copyright 2002-2008 | Universo Musical.
É proibida a reprodução deste conteúdo sem autorização escrita ou citação da fonte.
 
Efrata Music Editora Marcos Goes Marcelo Nascimento Dupla Os Levitas Universo Produções