Busca

O UNIVERSO MUSICAL
Quem Somos
Expediente
Cadastro
Publicidade
Fale Conosco
LINKS EXTERNOS
Blog
Universo Produções
Site Marcos Bin
Orkut
MySpace
Enquete
Você é a favor do ensino obrigatório de música nas escolas, como defendem alguns artistas? Acesse nosso blog e dê sua opinião!
  Ivan Lins faz uma consagração às palavras em seu 1º DVD

Ivan Lins gravou seu DVD em show no Teatro de Arena, no Rio de Janeiro. Foi ali que ele fez sua primeira temporada teatral, há 30 anos
Galeria de fotos

Por Marcos Paulo Bin
07/09/2004

Quem gosta de MPB já tem um bom presente para comprar (ou pedir para ganhar) no Natal. No fim de novembro chega às lojas, pela gravadora EMI, o primeiro DVD de Ivan Lins, gravado nos dias 1 e 2 de setembro, no Teatro de Arena, no Rio de Janeiro. Os shows irão gerar também um CD ao vivo, o segundo da carreira de Ivan; o primeiro é de 96, gravado em Cuba, com o músico Chucho Valdés e o grupo Irakere.

O repertório dos shows – restritos a convidados – foi baseado no espetáculo Abre-Alas, que Ivan Lins apresentou no início do ano aos cariocas e depois seguiu por outras cidades do Brasil e do exterior. Nele, o cantor celebrava os 30 anos de parceria com o letrista Vitor Martins, mostrando apenas composições da dupla. Entre sucessos como Vitoriosa, Desesperar Jamais e O Meu País, havia também uma música inédita, Voar, a primeira após nove anos de separação. A intenção, inclusive, era que um novo álbum de estúdio viesse, com Voar e outras dez canções, no mínimo, que já estavam prontas.

Mas Ivan Lins decidiu adiar o projeto. No novo CD/DVD, a maioria das músicas continua sendo daquela apresentação, mas no lugar de algumas delas entraram composições feitas com outros parceiros ilustres, a exemplo do clássico Madalena (Ronaldo Monteiro de Souza) e das inéditas Porta Entreaberta (Paulo César Pinheiro) e O Tempo Guardou Você (Celso Viáfora).

“Eu não sou letrista, dependo da palavra dos outros. Este DVD é uma consagração às palavras. Eu o dedico aos meus parceiros”, disse Ivan Lins, no show do dia 1º.

Outra diferença deste para aquele show foi a presença de convidados. Com Jorge Vercilo, Ivan Lins cantou Guarda nos Olhos; com Zizi Possi, Bilhete; e com Simone, Começar de Novo. Acompanharam o cantor os músicos Zé Carlos (violão, guitarra e cavaquinho), Leonardo Amuedo (violão e guitarra), Nema Antunes (baixo), Marco Brito (teclado e sanfona), Téo Lima (bateria) e Layse Sapucahy (percussão). A produção musical foi de Moogie Canazio; a direção, de André Schultz; a direção de arte, de Alayzinha Ribas; e os figurinos, de Reka.

Jorge Vercilo era o convidado mais à vontade

Contando com uma banda afinadíssima, Ivan Lins preferiu arranjos mais enxutos para as músicas; em alguns momentos, a despeito da guitarra, o clima lembrava um Acústico MTV. O centro, naturalmente, era o teclado de Ivan, mas vez ou outra alguns músicos roubavam a cena. Nema Antunes, Téo Lima e Layse Sapucahy garantiam uma cozinha de primeira. Marco Brito fez um solo arrebatador de teclado em Ai Ai Ai Ai Ai, o melhor e mais aplaudido momento da noite. Já na sertaneja Guarda nos Olhos, ele tocou sanfona, com a mesma maestria. Em Ah, Dinorah, foi a vez de Leonardo Amuedo arrebatar a platéia com seus solos de guitarra. Nos sambas Desesperar
Entre os três convidados, Jorge Vercilo era o mais à vontade. Com Ivan Lins ele cantou a sertaneja Guarda nos Olhos
Jamais
e Porta Entreaberta, o maestro Zé Carlos ditou o ritmo com seu cavaquinho.

Um destaque extramusical foi o belo cenário, cercado por figuras geométricas vazadas e muitas cores. Uma produção bem diferente daquela que Ivan Lins encontrou ali há 30 anos, quando fez a primeira temporada teatral de sua carreira. No show do dia 1º, o cantor voltou a 1971, ano em que também estreava a parceria com Vitor Martins.

“Naquela época eu não tinha o nome que tenho hoje; eram apenas três anos de carreira. Em 71 estava iniciando algumas parcerias, entre elas a mais importante, com Vitor Martins, motivo deste espetáculo. Era uma época de vacas magras. Foi um show marcante, porque foi um fracasso total. No segundo dia tinha só um casal de médicos na platéia; eles sentaram do lado do meu piano e ficamos batendo papo como se eu estivesse na casa deles”, disse Ivan Lins, com bom humor, após começar o show com Abre-Alas, exatamente o primeiro fruto de sua parceria com Vitor Martins.

No dia 1º, Ivan Lins ateve-se basicamente aos sucessos de sua carreira. Foram 19 clássicos relembrados, mais as duas inéditas. Entre os hits, Somos Todos Iguais Esta Noite, Ah, Dinorah, Aos Nossos Filhos, Cartomante, Vieste, Vitoriosa, Iluminado, O Meu País e muito mais.

A escolha dos convidados foi bastante feliz. Jorge Vercilo estava à vontade em Guarda nos Olhos, da safra de canções sertanejas de Ivan Lins e Vitor Martins. Apenas ao piano, o anfitrião recebeu Zizi Possi para uma emocionada interpretação de Bilhete, que já fora gravada anteriormente por ele em dueto com Nana Caymmi. Simone foi a escolha mais óbvia: Começar de Novo foi lançada por ela em 79, no disco Pedaços.

Mas nada óbvio foi o encontro dos três em Bandeira do Divino. Fugindo ao script, Ivan Lins chamou Jorge Vercilo, Zizi Possi e Simone ao palco, para desespero do produtor e das cantoras, que não sabiam a letra. Vercilo, mostrando realmente ser o mais à vontade dos convidados (apesar de ser o mais novo), segurou bem a parte dele e ainda ajudou Zizi e Simone. O resultado não foi dos melhores – normal, para quem não ensaiou – e possivelmente estará somente no DVD. Vale lembrar que no Acústico MTV de Zeca Pagodinho aconteceu um episódio semelhante: ao final, o sambista chamou da platéia o amigo Arlindo Cruz, com quem improvisou Moro na Roça. A música acabou entrando no disco audiovisual.

Para quem estava no Teatro de Arena, a gravação foi um pouco longa – foram quase três horas de show, porque Ivan Lins explicou como fez cada música antes de tocá-la. Mas, para o público, será um grande presente. Se as histórias – uma mais fantástica que a outra – entrarem, devem vir como um dos extras, o que não atrapalhará o espetáculo. Já pode ir reservando uns R$ 50 do 13º salário para o DVD.  


Veja mais:


  Confira as músicas que Ivan Lins gravou






Matérias relacionadas:

  Ivan Lins e Vitor Martins comemoram 30 anos de parceria


Resenhas relacionadas:

  Cantando Histórias

 
Graça Music anuncia novidades à imprensa

Grupo Toque no Altar nos Estados Unidos

Metade do Pink Floyd em disco ao vivo de David Gilmour

Oasis mantém o (bom) padrão com Dig Out Your Soul
 
Confira outras matérias
desta seção
 

 

       

 
 
Copyright 2002-2008 | Universo Musical.
É proibida a reprodução deste conteúdo sem autorização escrita ou citação da fonte.
 
Efrata Music Editora Marcos Goes Marcelo Nascimento Dupla Os Levitas Universo Produções