Busca

O UNIVERSO MUSICAL
Quem Somos
Expediente
Cadastro
Publicidade
Fale Conosco
LINKS EXTERNOS
Blog
Universo Produções
Site Marcos Bin
Orkut
MySpace
Enquete
Você é a favor do ensino obrigatório de música nas escolas, como defendem alguns artistas? Acesse nosso blog e dê sua opinião!
  Entre a platéia e o estúdio

Divulgação
Em seu disco acústico, Gian & Giovani optaram por não regravar seu grandes hits, mas fazer releituras e apresentar canções inéditas

Por Leisa Ribeiro
29/07/2004

Acústico Ao Vivo (Sony) é o 14º disco dos 16 anos de carreira dos irmãos paulistas Gian & Giovani. O CD representa um retorno às origens, pois a dupla gravou músicas que tocava em bares e shows no início da carreira. São 14 canções, sete releituras e sete inéditas, registradas ao vivo mas repassadas em estúdio.

“Esse CD foi gravado com o nosso fã-clube e mais quatro ou cinco músicos, de uma forma muito simples. Por isso falamos que ele é um acústico ao vivo”, explica Giovani.

A principio, este trabalho seria só de regravações, mas durante a escolha do repertório foram surgindo músicas inéditas e eles acabaram mudando o objetivo.

“Algumas músicas estão no CD porque as pessoas que acompanham a nossa carreira gostam muito de ouvi-las conosco, e nós nunca havíamos gravado. E o pessoal da Sony então resolveu fazer uma pesquisa que resultou nessas escolhas”, conta ele.

Mas não só as regravações serão garantia de sucesso. Uma das inéditas, o single Teimosia, já alcançou o primeiro lugar em diversas partes do Brasil, como Curitiba e Brasília.

“Desde o começo, nós estávamos convencidos de que esta seria a música de trabalho”, diz Giovani.

Entre as regravações, a tão batida nos últimos dois anos Amor Perfeito­ – gravada, só para citar alguns, por Babado Novo, Batom na Cueca e Mara Maravilha – que ganhou um suave acompanhamento de violão.

“O público do Gian & Giovani, que compra 500 mil cópias a cada lançamento, queria ouvir a gente cantando essa música e por isso resolvemos regravar. A nossa versão não tem nada a ver com o que já foi feito”, justifica Giovani.

Vale lembrar que Acústico Ao Vivo foi produzido por Pinocchio, que além de pilotar a mesa de som ainda assina quatro faixas, Olhos do Amor, Você Virou Saudade, Virou Amor e Sonhador.

Na terra de Tio Sam

Mesmo tendo acabado de lançar Acústico Ao Vivo, a dupla sertaneja já pensa no próximo álbum, desta vez um ao vivo de verdade.

“O novo disco deve ser gravado em um show. Normalmente, a cada cinco anos, costumamos fazer um CD mais ou menos assim. Além disso, tem algumas músicas, sucessos mesmo, que ainda não foram regravadas, afirma Giovani.

Esses planos mostram que a Sony está muito satisfeita com a dupla, até quando o mercado fonográfico passa por uma crise. Mas Giovani associa isso ao bom convívio que ele e seu parceiro sempre tiveram com as gravadoras.

“Tudo na vida dependente do nível que se trata as pessoas. Por exemplo, quando passamos pela BMG e pela Continental, fizemos muitos amigos. A mesma coisa acontece na Sony. Acho que isso é o que mais importa”, discursa o cantor, ressaltando que a amizade ajuda no trabalho da dupla. “O CD Acústico é a prova disso. Ele ficou a nossa cara.”

Um trabalho que já ultrapassou as fronteiras brasileiras: no dia 22 de julho, Gian & Giovani embarcaram para os Estados Unidos, onde fizeram quatro shows em quatro dias. Foi a segunda vez que a dupla se apresentou na terra de Tio Sam.


Veja mais:


   Disco:  Acústico Ao Vivo
     Ficha técnica, faixas e compositores

Resenhas relacionadas:

  Acústico Ao Vivo

 
Graça Music anuncia novidades à imprensa

Grupo Toque no Altar nos Estados Unidos

Metade do Pink Floyd em disco ao vivo de David Gilmour

Oasis mantém o (bom) padrão com Dig Out Your Soul
 
Confira outras matérias
desta seção
 

 

       

 
 
Copyright 2002-2008 | Universo Musical.
É proibida a reprodução deste conteúdo sem autorização escrita ou citação da fonte.
 
Efrata Music Editora Marcos Goes Marcelo Nascimento Dupla Os Levitas Universo Produções