Busca

O UNIVERSO MUSICAL
Quem Somos
Expediente
Cadastro
Publicidade
Fale Conosco
LINKS EXTERNOS
Blog
Universo Produções
Site Marcos Bin
Orkut
MySpace
Enquete
Você é a favor do ensino obrigatório de música nas escolas, como defendem alguns artistas? Acesse nosso blog e dê sua opinião!
  Sobrevivência garantida aos Travessos

www.ostravessos.com.br
Rodriguinho posando de roqueiro. A versatilidade é uma das principais razões para Os Travessos terem sobrevivido à febre do pagode romântico que invadiu o Brasil nos anos 90

Por Marcos Paulo Bin

Foi com talento e criatividade que os Travessos sobreviveram à leva de grupos de pagode que invadiram o país nos anos 90, desde o estouro do Raça Negra, no início da década. Com o CD e DVD Ao Vivo (Warner), o time formado Rodriguinho (voz e guitarra), Edmilson (baixo), Fabinho (teclados), Chorão e Rodrigão (percussão) firma-se como um dos principais nomes do samba romântico no Brasil, ao lado de poucos outros como Exaltasamba, Art Popular, Pique Novo e Revelação.
Um dos motivos que levaram esses grupos a permanecer na ativa, com um público fiel, shows lotados e discos esgotados nas prateleiras das lojas, foi a capacidade de adaptar-se. Péricles, do Exaltasamba, por exemplo, é venerado por muitos nomes do samba carioca da geração dos anos 80. Ele, que já gravou com Alcione, acaba de participar do CD e DVD Ao Vivo de Dudu Nobre, o maior nome da nova geração do partido-alto.

Naipe de metais fazem a diferença

Com os Travessos aconteceu a mesma coisa. A começar pela formação do grupo, que é a mesma desde os tempos de shows na periferia de São Paulo, lá pros idos de 92. Coisa rara hoje em dia.
Mas é em Ao Vivo que o quinteto comandado por Rodriguinho dá a maior prova de sua maturidade no cenário musical. Embora fale sempre de amor, Os Travessos passeiam por diversos gêneros em seu novo disco. O CD abre com um ótimo samba (daqueles ditos “de raiz”), Maravilha Te Amar.
Uma característica do grupo, que em Ao Vivo faz toda a diferença, é o naipe de metais. Lelei (sax tenor), Marlon (trombone), Altair (trumpete) e Anselmo Lima (metal solo) dão um show em todo o disco e proporcionam um suingue extra a faixas deliciosas como Toda Madrugada e Tô com Saudade. Vale citar também a música Quando A Gente Ama, que começa como um rap. Mais um exemplo de que o grupo está, como se diz, “antenado” ao que rola por aí.
Com este CD, os Travessos também mantém sua trajetória vencedora no que se refere a vendagens. Com mais de um milhão de cópias vendidas de seus seis trabalhos de estúdio, o grupo já ganhou disco de ouro (50 mil cópias vendidas, de acordo com a nova classificação da Associação Brasileira de Produtores de Discos) por Ao Vivo. E olha que a marca foi atingida duas semanas após o lançamento do álbum nas lojas...



Veja mais:


  Grupo paulista escolhe o Rio para gravar CD e DVD ao vivo
  Entrevista com Chorão: “somos um grupo muito versátil e gostamos de inovar”
  Continuação da entrevista: “uma característica importante para nossa permanência foi nosso amadurecimento musical”
   Disco:  Ao Vivo
     Ficha técnica, faixas e compositores

Resenhas relacionadas:

  Ao Vivo

 
Graça Music anuncia novidades à imprensa

Grupo Toque no Altar nos Estados Unidos

Metade do Pink Floyd em disco ao vivo de David Gilmour

Oasis mantém o (bom) padrão com Dig Out Your Soul
 
Confira outras matérias
desta seção
 

 

       

 
 
Copyright 2002-2008 | Universo Musical.
É proibida a reprodução deste conteúdo sem autorização escrita ou citação da fonte.
 
Efrata Music Editora Marcos Goes Marcelo Nascimento Dupla Os Levitas Universo Produções