Busca

O UNIVERSO MUSICAL
Quem Somos
Expediente
Cadastro
Publicidade
Fale Conosco
LINKS EXTERNOS
Blog
Universo Produções
Site Marcos Bin
Orkut
MySpace
Enquete
Você é a favor do ensino obrigatório de música nas escolas, como defendem alguns artistas? Acesse nosso blog e dê sua opinião!
  A-Ha vem ao Brasil e decepciona

O vocalista Morten Harket, do A-Ha: grupo volta ao país após 11 anos e não empolga
Galeria de fotos
De volta à ativa desde 2000, após sete anos parados, os noruegueses do grupo A-Ha – que fizeram muito sucesso por aqui no início dos anos 90, quando realizaram um show memorável no Rock in Rio II, em 1991 – estiveram novamente no Brasil em agosto fazendo shows no Rio, em São Paulo e Porto Alegre para divulgar o segundo disco após o reencontro da banda, Lifelines. O problema é que acabaram divulgando demais. Na apresentação do dia 16, no ATL Hall, no Rio, o grupo formado por Morten Harket (voz), Pal Waaktaar (guitarra) e Magne Furuholmen (teclados) privilegiou o repertório do novo trabalho e do anterior, o desconhecido Minor Earth Major Sky, deixando de lado sucessos como Touchy, Crying in The Rain e Early Morning e ignorando os insistentes pedidos do público, que queria You Are The One.
“Fiquei frustrada. Eles não podiam deixar de tocar You Are The One”, reclamou a dona de casa Elaine Dias, de 51 anos. “Eles vieram divulgar o novo CD, mas nós viemos ouvir os antigos sucessos”, fez coro a estudante de Fernanda Cristina, de 18. “Eu gostei do show, mas foi muito rápido e eles tocaram muitas músicas novas. Fala pra eles voltarem outra hora!”, ironizou a também dona de casa Vera Lúcia de Souza, de 50 anos.

Repórteres enfrentam despreparo dos seguranças

O A-Ha entrou no palco do lotado ATL Hall cantando Minor Earth Major Sky, faixa-título de seu CD anterior. O primeiro sucesso só veio na quarta música, I’ve Been Losing You. Enquanto o público aguardava a chegada do primeiro hit, os repórteres sofriam com a falta de educação e de preparo da equipe da empresa de bebidas organizadora do evento. Ignorando as inúmeras fotos tiradas pela platéia, os seguranças impediam os fotógrafos de ligarem o flash de suas máquinas, chegando a quebrar o equipamento de uma repórter.
Alheios à confusão, os fãs curtiram bem mais tarde o segundo hit, Stay on These Roads, numa insossa levada de violão. Em seguida, outra balada, Hunting High And Low, relembrando o saudoso sintetizador à lá anos 80 de Furuholmen. Depois de uma rápida volta ao presente, o grupo retoma seu passado de glória na dobradinha Take on Me/The Living Daylights, que fez o público – formado principalmente por pessoas acima de 25 anos – relembrar as festinhas americanas do início da década passada, em que se dançava ao som do A-Ha.
Show encerrado, ainda sem muitos hits. “Eles estão guardando para o bis”, arriscou o estudante Paulo Maurício Fonseca, de 18 anos. Para decepção dele e do amigo Anderson Fonseca, de 31, das três músicas tocadas, apenas duas eram mais conhecidas: Train of Thought e The Sun Always Shines on TV, que não chegaram a se tornar hits. Enquanto isso, na outra grande casa de espetáculos carioca, o Canecão, Ivete Sangalo iniciava uma miniturnê de três shows no Rio. Para quem estava no ATL Hall, ficou a sensação de que naquela noite a festa estava literalmente reservada aos fãs da cantora baiana.


Veja mais:






 
Graça Music anuncia novidades à imprensa

Grupo Toque no Altar nos Estados Unidos

Metade do Pink Floyd em disco ao vivo de David Gilmour

Oasis mantém o (bom) padrão com Dig Out Your Soul
 
Confira outras matérias
desta seção
 

 

       

 
 
Copyright 2002-2008 | Universo Musical.
É proibida a reprodução deste conteúdo sem autorização escrita ou citação da fonte.
 
Efrata Music Editora Marcos Goes Marcelo Nascimento Dupla Os Levitas Universo Produções