Busca

O UNIVERSO MUSICAL
Quem Somos
Expediente
Cadastro
Publicidade
Fale Conosco
LINKS EXTERNOS
Blog
Universo Produções
Site Marcos Bin
Orkut
MySpace
Enquete
Você é a favor do ensino obrigatório de música nas escolas, como defendem alguns artistas? Acesse nosso blog e dê sua opinião!
  Em seu terceiro disco, Kelly Key prova que veio para ficar

Divulgação
Mesmo tendo lançado apenas dois CDs de estúdio, Kelly Key não acha que foi cedo lançar um disco ao vivo. “Fiz muito sucesso em um espaço de tempo muito curto. O público pedia um disco que trouxesse todas as músicas conhecidas”, diz a cantora

Por Marcos Paulo Bin

Na crise em que vive o mercado fonográfico brasileiro, há três anos consecutivos com quedas de vendas, não é fácil fazer sucesso. Conseguir uma gravadora é um passo importante; se for multinacional, então, melhor ainda (em tese, pelo menos). Emplacar uma música no rádio logo no primeiro disco já é um sonho que poucos conseguem – as gravadoras, principalmente as multi, têm as suas prioridades em investimentos, e não são poucos os que gravam e não vêem retorno de seu trabalho. Vender mais de 100 mil cópias na estréia, então, é para um rol seletíssimo.
Assim, o que dizer de uma cantora que vendeu 260 mil cópias de seu primeiro CD, lançado pela Warner em 2001 – já, portanto, em meio à crise – e estourou cinco músicas nas rádios? E que, no segundo, lançado menos de dois anos depois, emplacou quatro músicas e chegou à marca das 100 mil unidades vendidas? Fenômeno pode ser uma boa definição.
Nesse contexto, até que faz sentido Kelly Key lançar um disco ao vivo com apenas dois de estúdio no currículo (Kelly Key e Do Meu Jeito). E, para manter a tradição, Kelly Key Ao Vivo – gravado em julho de 2003 no Canecão, no Rio, e lançado em três formatos – vai muito bem em vendas. Ainda em 2003, foram lançados o DVD e um box contendo o CD Do Meu Jeito mais a fita VHS do show, que venderam até agora, respectivamente, 10 mil e 8 mil cópias. O CD ao vivo chegou às lojas em janeiro deste ano e, em três meses, já está na casa das 20 mil unidades vendidas.
“Fiz muito sucesso em um espaço de tempo muito curto. Como eu já fiz um CD de remixes (Kelly Key – Remix, lançado entre o primeiro e o segundo CDs de estúdio, que vendeu 60 mil cópias), o público pedia um disco que trouxesse todas as músicas conhecidas”, explica a cantora.

Disco traz música inédita para os brasileiros

Kelly Key atendeu plenamente ao desejo do público. O CD traz todas as cinco músicas de sucesso do primeiro disco (Escondido, Só Quero Ficar, Anjo, Baba e Cachorrinho) e as quatro do segundo (Chic, Chic, Adoleta e o pot-pourri A Loirinha, O Playboy E O Negão/Então Beija). Uma música que não chegou a virar hit nesse CD foi escolhida como primeira faixa de trabalho do disco ao vivo: a romântica Por Causa de Você, na qual Kelly Key mostra-se submissa ao amado (“Por causa de você / Não posso mais entrar em casa / Por causa de você / Perdi minha liberdade / Te entreguei minha vida / Só fiz tua vontade”. Bem diferente, portanto, de seu primeiro sucesso, Baba, na qual a cantora dava uma de dominatrix (“E para não dizer que sou ruim / Vou deixar você olhar / Só olhar...”).
O CD traz ainda duas releituras. Uma é Como Eu Quero, que ficou bem fiel à versão original do Kid Abelha (o grupo de Paula Toller canta um trecho de Baba em seu DVD Acústico MTV). A outra, que se tornou o maior destaque do disco, é um medley com clássicos da Jovem Guarda, incluindo Biquíni de Bolinha Amarelinha Tão Pequenininho, Banho de Lua e Estúpido Cupido. “São músicas que não morrem nunca e fazem muito sucesso nos shows”, conta Kelly Key. O repertório termina com uma música inédita no Brasil, Quién Eres Tu (gravada originalmente num CD lançado no Chile) e as versões remixes de Chic, Chic e Por Causa de Você.
O DVD, além de trazer todas as músicas do CD (menos os remixes), vem com diversos extras para os fãs: todos os videoclipes da carreira da cantora (Baba, Anjo, Cachorrinho, Adoleta e Chic, Chic), making of do show, entrevista, fotos, o ensaio de Chic, Chic para a gravação e um minipôster com duas fotos autografadas. Além disso, há duas músicas exclusivas: as releituras dos sucessos infantis Lindo Balão Azul e Superfantástico.
Kelly Key matou a bola no peito e fez outro gol de placa. Mais do que vender bem no início da carreira e conquistar o público infanto-juvenil, ela tem o mérito de manter o sucesso a cada novo trabalho. Ao contrário do que muitos disseram, Kelly Key não foi um vento passageiro, como prova o novo trabalho ao vivo.


Veja mais:


  Entrevista com Kelly Key: “por que não ser eu mesma?”
   Disco:  Kelly Key Ao Vivo
     Ficha técnica, faixas e compositores

Matérias relacionadas:

  Kelly Key lança 4º CD e admite vida curta como cantora


Resenhas relacionadas:

  Kelly Key
  Ao Vivo

 
Graça Music anuncia novidades à imprensa

Grupo Toque no Altar nos Estados Unidos

Metade do Pink Floyd em disco ao vivo de David Gilmour

Oasis mantém o (bom) padrão com Dig Out Your Soul
 
Confira outras matérias
desta seção
 

 

       

 
 
Copyright 2002-2008 | Universo Musical.
É proibida a reprodução deste conteúdo sem autorização escrita ou citação da fonte.
 
Efrata Music Editora Marcos Goes Marcelo Nascimento Dupla Os Levitas Universo Produções