Busca

O UNIVERSO MUSICAL
Quem Somos
Expediente
Cadastro
Publicidade
Fale Conosco
LINKS EXTERNOS
Blog
Universo Produções
Site Marcos Bin
Orkut
MySpace
Enquete
Você é a favor do ensino obrigatório de música nas escolas, como defendem alguns artistas? Acesse nosso blog e dê sua opinião!
  Depois do acústico, vem aí o Lulu elétrico

Arquivo U.M.
Lulu Santos em um show da turnê de Acústico MTV, no Canecão, em 2000. Em abril, o cantor volta a gravar um disco pela emissora, mas desta vez tocando a habitual guitarra, no lugar do violão da foto
Em 2002, quando Lulu Santos estreou a turnê do disco Programa, no Claro Hall, no Rio, o UNIVERSO MUSICAL cantou a bola. O show elétrico de Lulu estava muito bom e incluía várias músicas que não entraram no disco anterior do rei do pop, o ao vivo Acústico MTV, de 2000, CD e DVD revisionistas no qual ele releu seus principais sucessos trocando a guitarra pelo violão. Por isso, estava na cara que não demoraria muito para Lulu Santos receber um convite da MTV para fazer outro projeto, desta vez elétrico.
Bingo. Só não foi na turnê de Programa. Em 2003, Lulu Santos lançou o CD Bugalu, no qual ele deixava o pop-rock de Programa, retomando a eletrônica e a parceria com o DJ Memê, responsável por sucessos Assim Caminha A Humanidade e Aviso Aos Navegantes. A turnê de Bugalu, ainda rodando pelo Brasil e por países como Portugal, arrebatou platéias. Além disso, três músicas do CD tiveram boa execução nas rádios: Já É (que foi tema de uma novela global), Melô do Amor e Delete.
Sucesso garantido, Lulu Santos aceitou o convite da Music Television e registrará um dos shows de Bugalu para virar um CD MTV Ao Vivo, que será lançado também em DVD (o segundo de sua carreira). As gravações serão nos dias 23 e 24 de abril, também no Claro Hall. Vale lembrar que vários artistas já participaram do projeto – Planet Hemp, Raimundos, Skank, Jota Quest e, mais recentemente, Ivete Sangalo, entre muitos outros – mas Lulu é o primeiro a gravar um MTV Ao Vivo após um Acústico.

“Lulu é imprevisível”

A gravadora de Lulu, a BMG, já divulgou o repertório do disco, que só deverá entrar na íntegra no DVD (o CD, como de praxe, deve ter menos faixas). Ou então, como em Acústico MTV, o CD será duplo e cada um deles poderá ser vendido separadamente. Ao todo estão previstas 28 faixas, sendo três de Bugalu: Delete, Já É e o techno Chega de Dogma. A ótima Melô do Amor, infelizmente, parece estar de fora.
No entanto, se Lulu seguir na íntegra o set list divulgado pela BMG, MTV Ao Vivo promete bons resgates, como Sincero, Papo Cabeça, Um pro Outro, Scarlet Moon e O Descobridor dos 7 Mares, todas deixadas de fora de Acústico MTV. Mas o cantor, pelo visto, vai repetir o que deu certo no disco desplugado. Por exemplo, desde a turnê do Acústico Lulu vem mantendo nos shows, com muito êxito, os pot-pourris Toda Forma de Amor/Um Certo Alguém/O Último Romântico e Aviso Aos Navegantes/Tudo Igual/Assim Caminha A Humanidade. Além disso, Lulu (ou a BMG) promete gravar novamente Apenas Mais Uma de Amor, música que fez pouco sucesso quando gravada no disco Mondo Cane, de 92, mas que virou um enorme hit ao ser registrada no Acústico MTV.
Uma grande diferença deve ser em Tempos Modernos, cuja versão acústica voltou a fazer sucesso nas rádios, mas atualmente vem sendo tocada por Lulu em formato eletrônico. O cantor ainda incluirá uma música inédita, Para Nunca Dizer Adeus, que deverá ser a primeira faixa de trabalho de MTV Ao Vivo.
Pelo set list da BMG, muitas músicas boas de Lulu ficarão de fora. Algumas até estranhamente, como a ótima Todo Universo, principal sucesso de Programa, que vinha sendo tocada nos shows de Bugalu. Lulu também poderia aproveitar a oportunidade para relembrar outras pérolas praticamente esquecidas de seu repertório, como Areias Escaldantes, Brigas (Meu Benzinho), Lei da Selva, Lá Vem O Sol, Não Acredito, Hyperconectividade e Fogo de Palha. Caberiam bem no lugar de músicas já gravadas e regravadas por ele, como Tudo Bem, A Cura, Sábado À Noite, Sereia, Como Uma Onda e Casa.
Memê, que não participará do novo trabalho de Lulu, mas é seu grande amigo, acredita que o cantor poderá não seguir o que diz sua gravadora. “Não conheço ainda o set list, mas é bem possível ele trocar o repertório. Lulu é imprevisível”, diz Memê.
O DJ não vê problemas em Lulu gravar um disco acústico e outro ao vivo com apenas quatro anos de intervalo. “Os dois são bem diferentes. Um disco acústico é um projeto para convidados. Já o ao vivo é gravado com o público do artista, sem precisar trocar os instrumentos”, argumenta.
Para Memê, os discos ao vivo estão se tornando um novo formato para a indústria, que não os terá mais necessariamente como projetos revisionistas. “Conversei hoje com o Lenine, e ele me disse que gravará um CD ao vivo de inéditas. Isso para mim já é inédito! Pode ser que este seja um novo desejo do público”, diz Memê, falando de algo que já acontece no mercado evangélico há alguns anos. Como a voz do povo é a voz das gravadoras, é bem possível que a distância entre o artista e o estúdio esteja para ser diminuída ainda mais.


Veja mais:


  Conheça o repertório de MTV Ao Vivo
  Serviço: confira os dias, horários e preços do show de Lulu Santos


Matérias relacionadas:

  Lulu Santos declara seu amor à guitarra em MTV Ao Vivo
  Lulu e Memê, Memê e Lulu
  Lulu Santos volta à guitarra


Resenhas relacionadas:

  MTV Ao Vivo
 
Graça Music anuncia novidades à imprensa

Grupo Toque no Altar nos Estados Unidos

Metade do Pink Floyd em disco ao vivo de David Gilmour

Oasis mantém o (bom) padrão com Dig Out Your Soul
 
Confira outras matérias
desta seção
 

 

       

 
 
Copyright 2002-2008 | Universo Musical.
É proibida a reprodução deste conteúdo sem autorização escrita ou citação da fonte.
 
Efrata Music Editora Marcos Goes Marcelo Nascimento Dupla Os Levitas Universo Produções