Busca

O UNIVERSO MUSICAL
Quem Somos
Expediente
Cadastro
Publicidade
Fale Conosco
LINKS EXTERNOS
Blog
Universo Produções
Site Marcos Bin
Orkut
MySpace
Enquete
Você é a favor do ensino obrigatório de música nas escolas, como defendem alguns artistas? Acesse nosso blog e dê sua opinião!
  A vida de um excelente compositor

Aos 43 anos, Wanderley Monteiro está lançando seu 1º CD, Vida de Compositor, no qual assina todas as 14 faixas
Galeria de fotos
Mal saíram as listas dos melhores do ano passado e já existe um forte candidato para revelação e autor do melhor disco de samba de 2004. Trata-se de Wanderley Monteiro, cantor e compositor carioca, de 43 anos, que está lançando seu primeiro CD, o sensacional Vida de Compositor (Seven). São 14 faixas, todas assinadas por Wanderley, algumas em parceria com nomes como Álvaro Maciel, Alcino Corrêa, Carlos Caetano e Délcio Carvalho, entre outros.
Vida de Compositor é um daqueles discos para serem ouvidos (várias vezes) do início ao fim, sem pular faixas, algo raro hoje em dia. O disco traz maravilhas como a faixa-título e Água de Chuva no Mar, ambas gravadas por Beth Carvalho. Beth, aliás, é considerada por Wanderley sua madrinha musical, já que foi a partir de suas gravações que a carreira do sambista, que compõe desde os anos 80, tomou impulso e que ele se tornou querido no mundo do samba.
Foi assim que Wanderley conheceu o renomado produtor Paulão 7 Cordas, que aceitou na hora o convite do sambista para trabalhar no disco. Coube a Paulão escolher 14 dentre as dezenas de composições de Wanderley e chamar os músicos. Entre eles, nomes experientes como o percussionista Marcus Esguleba e o violonista Marcos Diniz. Até Tia Surica, figura tradicional da Velha Guarda da Portela, participa do coro na faixa Quem Dera Coração.
“Conheci o Paulão nas rodas de samba”, conta Wanderley. “Fiquei conhecido por causa de Vida de Compositor, e essas pessoas acabaram se aproximando mais de mim. A idéia de fazer o disco está na minha cabeça há anos, e, quando o montei na minha cabeça, pensei: ‘só uma pessoa pode fazer esse disco’. Deixei o Paulão escolher o repertório, os músicos, os arranjos. Só cheguei no estúdio para cantar.”

Sambista também é bancário

Wanderley Monteiro aprendeu a tocar cavaquinho com o irmão, ainda criança. Na adolescência, começou a compor, quase sempre com o amigo de infância Álvaro Maciel. Os dois participaram de um bloco carnavalesco do bairro do Leme, Zona Sul do Rio, ganhando diversos carnavais com suas composições. Pouco tempo depois Wanderley formou o grupo Sensasamba, que acabou não durando muito: o sambista prestou concurso para um banco e, aprovado, foi morar em São Paulo, onde ficou por mais de um ano, sem compor.
Na volta para o Rio, em 93, Álvaro Maciel o chamou para compor um samba-enredo para a escola de samba São Clemente, que acabou não sendo a escolhida para o carnaval de 94. Vendo o parceiro triste, Álvaro escreveu uma letra, posteriormente musicada por Wanderley, na qual retratava a dura vida de um compositor. Os versos “Linda melodia, linda poesia / Não achei defeito algum / Mas samb
Beth Carvalho participou do show de lançamento do CD no Candongueiro, em Niterói, cantado duas músicas com Wanderley
a-enredo / Só ganha um” foram ouvidos por Beth Carvalho, que decidiu gravá-la. Surgia o primeiro sucesso de Wanderley Monteiro. “Era um samba que já nascia um clássico”, diz Beth Carvalho, no encarte de Vida de Compositor, lembrando o momento em que Zé Luiz, compositor da escola Império Serrano, amigo e parceiro de Wanderley, apresentou-lhe a canção.
Mas o estouro mesmo veio com Água de Chuva no Mar, que se tornou uma espécie de hino nas rodas de samba Brasil afora. “É água de chuva no mar / Caminha pro mesmo lugar / Sem pressa, sem medo de errar / É tão bonito... / É tão bonito o nosso amor”, diz a letra, primorosa. Beth participa da faixa, sem dúvida a melhor do CD.
Mas Vida de Compositor guarda outros bons momentos, como aqueles que trazem os vocais de Iracema Monteiro, mulher de Wanderley. Dona de uma bela voz, Iracema canta em Por Um Triz e Quem Dera Coração. Será uma nova revelação da família Monteiro? Wanderley despista. “Ela pensa igual a mim: deixa as coisas acontecerem”.

Humildade e talento

Beth Carvalho participou do show de lançamento de Vida de Compositor no Candongueiro, casa de samba de Niterói, onde Wanderley é um “simples mortal”, tocando como músico contratado desde 1999. Acostumado a ser coadjuvante, o cantor foi a estrela principal no dia 7 de fevereiro, cantando para uma casa lotada, inclusive por vários fãs acostumados a vê-lo quinzenalmente. Tanto que muitas músicas do disco foram acompanhadas em coro pelo público.
Wanderley, no entanto, não se prendeu às suas composições. Ele também lembrou clássicos que costumam animar rodas de samba, como Agoniza Mas Não Morre, Acreditar, Não Sou Mais Disso e Mel na Boca.
Mas os melhores momentos, é claro, foram com Beth Carvalho cantando as músicas que gravou de Wanderley: Vida de Compositor abrindo o show e Água de Chuva no Mar, encerrando. “Se eu tenho um nome hoje, é porque tive uma pessoa que levou esse nome para o Brasil todo. Se hoje as pessoas me chamam de Wanderley Monteiro é por causa de Beth Carvalho”, disse o cantor. “Quem manda fazer obra-prima?”, retribuiu Beth, revelando que pretende gravar outra música de Wanderley, Isso Acontece, também presente em Vida de Compositor.
Wanderley conta escolhe Água de Chuva no Mar para fechar o show propositalmente. “Essa música estourou em São Paulo, Minas, Bahia, Rio. Onde a gente vai tem que cantá-la. E onde canto eu a deixo de propósito por último, para encerrar em grande estilo”, diz o sambista. Mas grande mesmo é o disco Vida de Compositor e seu autor, Wanderley Monteiro, músico humilde e extremamente talentoso.


Veja mais:


  Entrevista com Wanderley Monteiro: “acho que o samba vive um grande momento, mas não em termos de mídia, e sim de resistência”
   Disco:  Vida de Compositor
     Ficha técnica, faixas e compositores



 
Graça Music anuncia novidades à imprensa

Grupo Toque no Altar nos Estados Unidos

Metade do Pink Floyd em disco ao vivo de David Gilmour

Oasis mantém o (bom) padrão com Dig Out Your Soul
 
Confira outras matérias
desta seção
 

 

       

 
 
Copyright 2002-2008 | Universo Musical.
É proibida a reprodução deste conteúdo sem autorização escrita ou citação da fonte.
 
Efrata Music Editora Marcos Goes Marcelo Nascimento Dupla Os Levitas Universo Produções