Busca

O UNIVERSO MUSICAL
Quem Somos
Expediente
Cadastro
Publicidade
Fale Conosco
LINKS EXTERNOS
Blog
Universo Produções
Site Marcos Bin
Orkut
MySpace
Enquete
Você é a favor do ensino obrigatório de música nas escolas, como defendem alguns artistas? Acesse nosso blog e dê sua opinião!
  Cem por cento Erasmo

Divulgação/Dario Zalis
Erasmo não compõe há três anos com Roberto, mas não descarta a volta da parceria. “Quando ele se achar em condições de dividir seus pensamentos é só telefonar”, diz o cantor

Por Leisa Ribeiro

Santa Música é mais novo trabalho do Tremendão Erasmo Carlos. Com 12 faixas, o CD é 100% autoral. “Comecei a compor as músicas quando ainda estava na Abril Music. Quando a gravadora fechou as portas e eu decidia para onde ir, continuei fazendo música. Na época em que acertei com a Indie já tinha muitas canções e nem precisei pedir ajuda a ninguém”, justifica Erasmo, que há três anos não compõe com o Rei Roberto Carlos. “Não significa que não vamos voltar a compor juntos; paramos por conta do momento que ele está passando. Quando ele se achar em condições de dividir seus pensamentos é só telefonar.”
Contente com a nova gravadora, o Tremendão disse que foi um risco que os dois correram ao se juntarem, já que o mercado fonográfico está em crise. “Todas as gravadoras que chegam sempre têm um projeto para o artista, e a Indie me deu a liberdade que todo artista precisa para tentar suas coisas e se satisfazer”.
Desde a escolha das músicas até a produção da capa, passando pela escolha dos músicos, Erasmo esteve presente. “Esta capa é a minha verdade. Cada um pode imaginar Deus como quiser, negro ou branco, homem ou mulher. Sei que existe um Deus e a minha religião é ser do bem, embora criado nos moldes católicos”, descreve o cantor, descartando a possibilidade de ser criticado pela igreja ao expor uma Bíblia na capa do CD.

Mulheres, amor e sexo

Referência do rock nacional, Erasmo continua falando de mulheres, amor e sexo neste CD. “Eu sou assim, tento aproximar qualquer tema do amor. E o amor é meu tema preferido”, observa. Inclusive a guerra. Angustiado com a invasão dos EUA ao Iraque no inicio de 2003, Erasmo escreveu No Olho do Furacão, uma música que conta a história de um homem que não pode cumprir com seus compromissos por causa do inicio da guerra.
“O protesto não é uma obrigação do artista. A obrigação dele é o entretenimento, mas ainda bem que existe a democracia”, explica o Tremendão. Para ele, o protesto é genuíno das novas gerações e renova a chama da insatisfação. “Eu sempre fui politizado, mas nunca vou fazer campanha para ninguém, não acho que isso seja legal. E tem mais: desde menino eu ouço a mesma coisa dos políticos”, recorda.
Com muito bom humor, Erasmo ainda falou sobre a Jovem Guarda, um movimento inspirado no rock ‘n’ roll de Elvis Presley, e da sua importância como instrumento para atingir a liberdade. “Pela primeira vez o jovem tinha sua roupa e sua dança e tentava fazer realmente o que queria. Ninguém no Brasil era livre antes da Jovem Guarda. Até o show business teve início a partir dessa época.”
Erasmo, que perdeu a mãe recentemente e tem uma batalha na justiça há anos por ser acusado de plágio junto com Roberto Carlos, diz que no momento está tranqüilo e que quer dar continuidade aos seus shows por todo Brasil. Ele espera que um dia possa descansar e usufruir de tudo o que conquistou com tanta luta.


Veja mais:


  Um órfão bem adotado
   Disco:  Santa Música
     Ficha técnica, faixas e compositores

Matérias relacionadas:

  Erasmo condena a guerra e homenageia Cássia Eller em nova turnê
  Erasmo promove noite histórica no Canecão

 
Graça Music anuncia novidades à imprensa

Grupo Toque no Altar nos Estados Unidos

Metade do Pink Floyd em disco ao vivo de David Gilmour

Oasis mantém o (bom) padrão com Dig Out Your Soul
 
Confira outras matérias
desta seção
 

 

       

 
 
Copyright 2002-2008 | Universo Musical.
É proibida a reprodução deste conteúdo sem autorização escrita ou citação da fonte.
 
Efrata Music Editora Marcos Goes Marcelo Nascimento Dupla Os Levitas Universo Produções