Busca

O UNIVERSO MUSICAL
Quem Somos
Expediente
Cadastro
Publicidade
Fale Conosco
LINKS EXTERNOS
Blog
Universo Produções
Site Marcos Bin
Orkut
MySpace
Enquete
Você é a favor do ensino obrigatório de música nas escolas, como defendem alguns artistas? Acesse nosso blog e dê sua opinião!
  Titãs lançam disco para fazer as pazes com fãs e críticos

Divulgação/Daniela Dacorso
Os Titãs escolheram Eu Não Sou Um Bom Lugar como primeira faixa de trabalho de seu novo disco, mas a música que promete puxar o CD é Enquanto Houver Sol, que lembra o sucesso Epitáfio
Os últimos dez anos foram de altos e baixos para os Titãs. A década começou mal para o então octeto paulista, que se tornava um septeto com a saída, em 1993, de Arnaldo Antunes, co-autor de grandes sucessos do grupo como Comida, Família, O Pulso, Cabeça Dinossauro, Bichos Escrotos, Miséria, Lugar Nenhum e outros. A saída foi amistosa, tanto que, quatro anos depois, em 97, Arnaldo participaria do CD Acústico MTV dos Titãs, cantando O Pulso. O disco representou o auge da carreira do grupo, vendendo 1,6 milhão de cópias – recorde da série – e emplacando os hits Pra Dizer Adeus e Os Cegos do Castelo, além das novas versões de Flores (com Marisa Monte), Televisão (com Rita Lee) e Marvin. Os sete excursionaram como nunca, tocando até em feiras agropecuárias.
Empolgados com o sucesso, os Titãs lançaram em 98 a continuação do acústico, Volume 2, que estourou a versão para É Preciso Saber Viver, de Roberto e Erasmo Carlos, mas iniciou uma fase de guerra entre a banda e a imprensa, que os criticou por continuismo e falta de ousadia. O que piorou no álbum seguinte, As Dez Mais, que trazia apenas versões de músicas de terceiros. O sucesso de Aluga-se, de Raul Seixas, não ofuscou a repercussão negativa da regravação de Pelados em Santos, dos Mamonas Assassinas. Fãs mais fiéis também torceram o nariz.
Desgastados, os Titãs decidiram tirar férias. Preparando-se para voltar ao mercado com um disco de músicas inéditas, a tragédia bateu à porta, com a morte de Marcelo Fromer, em 2001, por atropelamento. A Melhor Banda de Todos Os Tempos da Última Semana foi lançado com cinco das 16 faixas trazendo Fromer – considerado o ponto de equilíbrio da banda – entre os compositores: Bom Gosto, Um Morto de Férias, Não Fuja da Dor, Alma Lavada e Cuidado com Você. Mas foi o tecladista Sérgio Britto o responsável pelo maior sucesso do disco, Epitáfio, que foi uma das músicas mais tocadas de 2002.
Paralelamente aos Titãs, seus componentes seguiam carreiras solo abrangendo diferentes pólos da criação artística. O baterista Charles Gavin, por exemplo, se tornou o maior garimpeiro da música brasileira, trabalhando junto às gravadoras no sentido de resgatar álbuns fora de catálogo ou que ainda não haviam sido lançados no formato CD. Enquanto Paulo Miklos se aventurava, com sucesso, nas telonas dos cinemas, Branco Mello dedicava-se a projetos de música infantil.
Mas o projeto que mais se destacava era a carreira solo de Nando Reis, que cresceu tanto a ponto de atrapalhar sua convivência com os demais integrantes da banda. A data de lançamento do próximo disco dos Titãs foi o cume de um desgaste que já vinha ocorrendo e que resultou na saída do cantor e compositor – autor, sozinho, de hits como Os Cegos do Castelo e O Mundo É Bão, Sebastião, e, em parceria, de Mavin, Homem Primata e Diversão.

Disco marca a estréia na BMG

Em 2003, os remanescentes Paulo Miklos, Sérgio Britto, Tony Belloto, Branco Mello e Charles Gavin decidiram seguir em frente, apesar das duas perdas recentes e da falência de sua gravadora, a Abril Music, e agora lançam Como Estão Vocês?, sua estréia na BMG. “Temos uma capacidade grande de nos regenerar em momentos difíceis”, garante Sérgio Britto, em entrevista exclusiva ao UNIVERSO MUSICAL.
A primeira faixa do disco, Nós Estamos Bem – de onde foi retirado o nome do álbum – é bem significativa para o momento que os Titãs atravessam. Embora Sérgio Britto afirme que a canção tenha uma visão mais ampla – referindo-se, por exemplo, ao Brasil atual – seus versos denotam a intenção do grupo de dizer ao público e à imprensa que sobreviveram depois de tantos acontecimentos. “Nós estamos bem, queremos estar bem / Agora estamos muito bem”, dizem eles, para logo depois completarem: “Não é o mundo ideal na cabeça de ninguém”.
Mas, na verdade, os Titãs não estão tão bem assim. Como Estão Vocês? é um bom disco, mas não chega perto de A Melhor Banda..., evidenciando a falta que fazem Marcelo Fromer e Nando Reis entre os compositores. E o disco parece que seguirá os rumos de seu antecessor. A primeira faixa de trabalho é a divertida Eu Não Sou Um Bom Lugar, que trata de um tema bastante explorado no mundo da música: o cara azarado que faz tudo errado e que não dá uma bola dentro. Recentemente Caetano Veloso e Jorge Mautner (Todo Errado) e Los Hermanos (Cara Estranho) fizeram músicas com essa idéia, e, no passado, o Kid Abelha (Conspiração Internacional). Os próprios Titãs exploram novamente a idéia, mas de forma um pouco mais “séria”, em Como Estão Vocês?, na música Ser Estranho.
Eu Não Sou Um Bom Lugar, no entanto, ainda não conseguiu grande projeção nas rádios, como aconteceu com a primeira faixa de trabalho do disco anterior, a animada A Melhor Banda... A canção que promete puxar as vendagens de Como Estão Vocês? é Enquanto Houver Sol, de Sérgio Britto, que traz a mesma linha auto-ajuda de Epitáfio. “Quando não houver esperança / Quando não restar nem ilusão / Ainda há de haver esperança / Em cada um de nós, algo de uma criança”, diz a letra.
A música entrou para a trilha da novela “Celebridade”. Mais uma coincidência com Epitáfio, que foi tema da novela “Desejos de Mulher”. Sérgio garante que não tentou repetir uma fórmula. “Eu sempre componho músicas nessa linhagem, ao piano, com a parte melódica muito forte. Durante anos elas não tiveram vez nos Titãs. Não foi nada pensado, até porque você não pode determinar o sucesso”, afirma o músico.
Outros bons momentos do CD – que traz uma faixa multimídia com vídeos e fotos do grupo compondo e gravando – são Gina Superstar, que fala de uma garota que faz de tudo pela fama (bem que poderia ser tema da personagem Darlene, de Deborah Secco, em “Celebridade”); KGB, que trava a batalha entre guerra e paz; Livres para Escolher, uma boa faixa para ser trabalhada nas rádios; Provas de Amor, onde Paulo Miklos duvida que exista amor (segundo ele, existem apenas “provas de amor”); Vou Duvidar, bem no estilo contestador dos Titãs; e As Aventuras do Guitarrista Gourmet Atrás da Refeição Ideal, homenagem a Marcelo Fromer. Pouco para fazer um grande disco, mas o suficiente para os Titãs fazerem de vez as pazes com crítica e fãs.


Veja mais:


  Entrevista com Sérgio Britto: “podemos fazer bons discos com esse pessoal”
   Disco:  Como Estão Vocês?
     Ficha técnica, faixas e compositores

Matérias relacionadas:

  Titãs define datas e local para a gravação de seu MTV Ao Vivo
  Titãs provam no palco que continuam bem
 
Graça Music anuncia novidades à imprensa

Grupo Toque no Altar nos Estados Unidos

Metade do Pink Floyd em disco ao vivo de David Gilmour

Oasis mantém o (bom) padrão com Dig Out Your Soul
 
Confira outras matérias
desta seção
 

 

       

 
 
Copyright 2002-2008 | Universo Musical.
É proibida a reprodução deste conteúdo sem autorização escrita ou citação da fonte.
 
Efrata Music Editora Marcos Goes Marcelo Nascimento Dupla Os Levitas Universo Produções