Busca

O UNIVERSO MUSICAL
Quem Somos
Expediente
Cadastro
Publicidade
Fale Conosco
LINKS EXTERNOS
Blog
Universo Produções
Site Marcos Bin
Orkut
MySpace
Enquete
Você é a favor do ensino obrigatório de música nas escolas, como defendem alguns artistas? Acesse nosso blog e dê sua opinião!
  Depois de quatro anos, Massive Attack lança novo disco já pensando no próximo

Divulgação
No quarto disco do Massive Attack, 100th Window, 3D ataca de vocalista, na faixa Small Time Shot Away
Quase cinco anos depois de lançar seu último álbum, Mezaninne, no qual investia nas guitarras, o grupo inglês Massive Attack volta a apostar em sua particular mistura de dance, hip hop, drum & bass e dub em 100th Window (EMI). O quarto trabalho do agora duo Massive Attack – já que Grant ‘Daddy Gee’ Marshal abandonou momentaneamente os companheiros Robert del Naja, mais conhecido como 3D, e Andrew ‘Mushroom’ Vowles para ser pai – é produzido por 3D e Neil Davidge, que trabalhou em Mezzanine, e em suas dez faixas (a última é uma música instrumental escondida, um bônus) é marcado por uma música eletrônica sombria, profunda, reflexiva e melancólica, bem distante da faceta mais dançante do gênero.
O título do disco foi tirado de um livro cult de Charles Jennings que fala sobre segurança na internet, embora este não seja o tema das músicas. 100th Window conta com as participações de Sinéad O’Connor, em What Your Soul Sings, Special Cases e A Prayer for England, e Horace Andy, que também trabalhou no primeiro disco do grupo, Blue Lines (91), em Everywhen e Name Taken. Já 3D canta em Small Time Shot Away. Mas o maior destaque do CD é Antistar, faixa que teoricamente fecha o disco, com seus mais de oito minutos marcados por batidas e vocais intrigantes, viajantes e alucinógenos.
Formado em 1987, em torno da famosa casa noturna inglesa Dug Out, o Massive Attack esteve em evidência ultimamente nas páginas dos jornais, mas não pela música. Primeiro foi pela participação de Del Naja em manifestações antiguerra na Inglaterra, antes de o país confirmar sua aliança com os Estados Unidos para atacar o Iraque. Depois foi a prisão do cantor por suspeitas de envolvimento com pedofilia na internet. Ele chegou a ser encarcerado em sua cidade natal, Bristol, mas pagou fiança e foi solto. Posteriormente as acusações foram retiradas por falta de provas.


Espera dos fãs, desta vez, será menor

Voltando à música, o Massive Attack já se prepara para um novo álbum, que pode sair ainda este ano. Boa notícia para os fãs, que só costumam ouvir novidades do grupo de quatro em quatro anos, a não ser nas participações especiais que eles geralmente fazem em discos de amigos. E as novidades não param por aí: segundo a gravadora do grupo, 3D e Mushroom, que estão em turnê pela Europa, planejam – talvez acompanhados de Daddy Gee, que promete voltar – trabalhar ao lado de Tom Waits e Mike Patton, vocalista do Faith No More, e lançar no próximo ano um DVD de curtas e animações. Os fãs aguardam ansiosos.


Veja mais:


   Disco:  100th Window
     Ficha técnica, faixas e compositores
 
Graça Music anuncia novidades à imprensa

Grupo Toque no Altar nos Estados Unidos

Metade do Pink Floyd em disco ao vivo de David Gilmour

Oasis mantém o (bom) padrão com Dig Out Your Soul
 
Confira outras matérias
desta seção
 

 

       

 
 
Copyright 2002-2008 | Universo Musical.
É proibida a reprodução deste conteúdo sem autorização escrita ou citação da fonte.
 
Efrata Music Editora Marcos Goes Marcelo Nascimento Dupla Os Levitas Universo Produções