Busca

O UNIVERSO MUSICAL
Quem Somos
Expediente
Cadastro
Publicidade
Fale Conosco
LINKS EXTERNOS
Blog
Universo Produções
Site Marcos Bin
Orkut
MySpace
Enquete
Você é a favor do ensino obrigatório de música nas escolas, como defendem alguns artistas? Acesse nosso blog e dê sua opinião!
  Entrevista com Cristina Mel: “estamos plantando uma semente no coração das crianças”

Cristina Mel em seu escritório, toda feliz com seu 6° disco infantil. Ela também se mostra satisfeita com a repercussão do trabalho. “Os pais sabem que ali está a Palavra de Deus, e que ela fica guardada para sempre”, afirma

Por Marcos Paulo Bin
22/09/2004


Confira outros assuntos tratados por Cristina Mel na entrevista que concedeu ao UNIVERSO MUSICAL.

Neste disco você volta a compor, e uma de suas música é Jesus Me Ama, que trata do amor de Deus em relação às crianças. Fale sobre ela.

Hoje, com a correria do dia-a-dia, muitos pais estão esquecendo seus filhos. E é importante para as crianças saber que Jesus as ama, que elas são prioridade no Reino no Deus. As crianças têm que se sentir amadas, saber que têm o seu valor.

Você sempre lança os CDs infantis perto do Dia das Crianças. Como é o mês de outubro na sua carreira?

Eu dedico o mês inteiro para as crianças. Onde me apresento, sempre canto quatro ou cinco músicas infantis e umas seis de adulto. Chamo as crianças para a frente da igreja, é uma festa. Elas se sentem parte do culto. Mas eu sempre procuro cantar uma música para as crianças. Se não canto, elas cobram. Elas esperam isso de mim, não posso decepcioná-las. Isso acontece no Brasil ou nos Estados Unidos, em igreja pequena ou ginásio. E é impressionante como as músicas infantis quebram o gelo. Os adultos voltam a ser criança.

Você sente a repercussão dos discos infantis?

As pessoas, quando compram os discos, têm alegria, um brilho nos olhos. Os pais sabem que ali está a Palavra de Deus, e que ela fica guardada para sempre. Nós estamos plantando uma semente no coração das crianças. Espero que elas tenham Jesus como seu melhor amigo, que amem estar na casa de Deus. Acho que todo culto deveria ter participação das crianças.

Como você vê o trabalho com as crianças nas igrejas?

Ainda há muito a melhorar, mas está crescendo. Há uns 10 anos não havia quase nada. Deus está desenvolvendo essa necessidade no coração dos pastores, pais e professores. Mas tem que ser um trabalho bem-feito.

É difícil fazer música para crianças?

É mais difícil compor para as crianças que para os adultos, porque você não pode cair na pieguice. É difícil encontrar bons compositores, que tenham uma linguagem específica para elas.

A Adriana Calcanhotto lançou recentemente um CD infantil (leia a matéria), e comentou as diferenças entre a criança que ela foi e as de hoje em dia, que sofrem com o excesso de informação: internet, TV a cabo etc. Como você vê a infância de hoje?

Realmente as crianças hoje amadurecem muito mais depressa. Elas conversam quase de igual para igual com a gente, têm opinião própria. Eu concordo que elas têm muita informação. Por isso o trabalho infantil tem que ser de qualidade. O parâmetro é Rouge, Eliana, Xuxa... No nosso meio, também tem gente fazendo um bom trabalho com as crianças. Não se pode fazer algo “plim plim”, pois elas sabem o que é bom. O disco tem que ter variedade musical. Por isso chamei dois produtores, um do Rio (Pedro Braconnot) e um de São Paulo (Robson Ras). Os músicos gostaram de tocar. É um CD que agrada crianças e adultos.

E dá para acompanhar esse ritmo das crianças?

É um desafio. A gente tem sempre que estar atualizado, senão fica para trás.

Você vê uma evolução musical desde o seu primeiro CD até este?

Eu acho que melhorou. Tenho aprendido muito com as crianças, o que elas gostam mais ou menos. Sou professora, gosto de estar no meio delas. Gravar CDs para as crianças não é fácil, mas a cada dia Deus tem me aprimorado. Mas ainda não tenho tudo que quero. Gostaria de ter uma equipe para fazer os personagens e viajar comigo, e também gravar um DVD infantil.

Fale sobre a música A Força de Deus, na qual você critica os heróis que fazem tanto sucesso entre as crianças.

Quero que as crianças conheçam heróis de verdade, como Sadraque, Mesaque e Abedenego. O mundo moderno criou ídolos, e as crianças estão se curvando diante deles. As crianças hoje querem ser Gisele Bündchen, ficar magérrimas em nome da fama. Isso não é felicidade. Nosso tesouro não está aqui.

Você canta uma música para sua avó. Que recordações você traz da sua infância?

Eu lembro que meu avô vivia com muita dificuldade, vendendo bala na porta da escola. Ele sabia que meu sonho era ter uma daquelas bonecas Susy. Um dia, ele quebrou um porquinho onde guardava suas economias e comprou a boneca para mim. Lembro que teve até troco! Nunca vou me esquecer disso. São coisas pequenas que marcam a nossa vida. E tem tanta gente com dinheiro que não faz nada pelos outros...

Você já está pensando num próximo CD de adulto?

Sim, já estou ouvindo repertório, tem alguma coisa separada. Não sei se ainda sai este ano. No que depender de mim, estamos aí!

Não é muito puxado lançar dois discos por ano?

É mesmo muito cansativo fazer dois discos desse nível. Mas Deus tem me sustentado.


Veja mais:


  Uma eterna criança
   Disco:  Tempo de Ser Criança
     Ficha técnica, faixas e compositores

Matérias relacionadas:

  Line Records promove avant-première do DVD de Cristina Mel
  Emoção, técnica e sucessos na gravação do 1º DVD de Cristina Mel
  Exclusivo: Cristina Mel retorna à Line Records e prepara CD e DVD ao vivo
  Cristina Mel se supera e se renova em Eternamente
  Cristina Mel para crianças


Resenhas relacionadas:

  Recomeçar
  Seleção de Ouro – Volume 2
  Tempo de Ser Criança
  Seleção de Ouro

 
Graça Music anuncia novidades à imprensa

Grupo Toque no Altar nos Estados Unidos

Metade do Pink Floyd em disco ao vivo de David Gilmour

Oasis mantém o (bom) padrão com Dig Out Your Soul
 
Confira outras matérias
desta seção
 

 

       

 
 
Copyright 2002-2008 | Universo Musical.
É proibida a reprodução deste conteúdo sem autorização escrita ou citação da fonte.
 
Efrata Music Editora Marcos Goes Marcelo Nascimento Dupla Os Levitas Universo Produções